REQUISIÇÃO de SEGURANÇA e VIGILÂNCIA à POLÍCIA FEDERAL

Publicado em Comunicados

Relatório de contas à POLÍCIA FEDERAL.  E requisição à POLÍCIA FEDERAL dos desempenhos imediatos de operações de SEGURANÇA e VIGILÂNCIA para o cidadão Celio Ferreira. 


estes dias, a qual é usada como “livro didático” em cursos de doutorado por renomadas universidades lá de fora, sob o reconhecimento de que: “depois dos Dez Mandamentos é a Carta Dogmática mais abrangente e profunda que o Constitucionalismo produziu,” porém, aqui, na minha nação, ela foi transformada numa agenda de anotações da bandidagem comunista fundamentalista terrorista no poder, que a substituíram por bandidos escondidos atrás de mandatos inventando leis, para bandidos escondidos atrás da toga manter o terrorismo acordado como sistema de poder, com a Polícia Federal “combatendo corrupção, lavagem de dinheiro, desvios de verbas públicas e crime organizado” CHEFIADA PELO MELIANTE COMUNISTA TERRORISTA MICHEL TEMER, em flagrante delito de esbulho da Instituição da Presidência da República e usurpação do respectivo cargo, que deveria já estar preso por ela desde que o Tribunal Superior Eleitoral ARQUIVOU a “ação de cassação do mandato Dilma/Temer por não haver mandato para ser cassado, mas sim, ser uma quadrilha de bandidos em usurpação à Instituição da Presidência da República.”  Situação que tipifica a Polícia Federal como linha de frente das corporações terrorista na tirania oligárquica comunista fundamentalista transnacional corporativa terrorista de bandidos que mantém a nação brasileira sob estado de guerra convulsional terrorista de massacre, na qual mais de 5 milhões de pessoas já foram exterminadas, sem que a Policia Federal tenha, ao menos, esbouçado a instauração do PERSECUTÓRIO INSTITUCIONAL DE ESTADO que, como INSTITUIÇÃO REPRESSIVA MAIS VIBRANTE DO PODER DE COAÇÃO DO ESTADO FEDERATIVO, tinha de ter instaurado ex-offício desde que o corpo de delito do País demonstrado pela “Operação Lava Jato” e as demais que se seguiram a ela, tipificou: RAZÃO DE ESTADO, CRISE INSTITUCIONAL DE ESTADO, ASSALTO AO PODER PELO FORO DE SÃO PAULO, FALÊNCIA DOLOSA DO PAÍS COMO ESTRATÉGIA DA SUA ESCRAVISAÇÃO AO TOTALITARISMO, e CAOS SOCIAL. Mas, na mesma situação está a Procuradoria-Geral da República com Raquel Dodge escolhida e nomeada da mesma forma que Fernando Segovia; da mesma forma está o Supremo Tribunal Federal com Alexandre Morais (docente em direito do estado); da mesma forma estão as Forças Armadas comandadas por capachos de bandidossustentados por esmolas que comem na mão de Dilma.” Diante do que, o POVO BRASILEIRO se vê sem foro de socorro no Regime, porque, em qualquer poder ou instituição, perante qualquer autoridade, peticiona ao próprio bandido ou a protetor dele; como o POVO ESTÁ AGORA, PELO CIDADÃO QUE O ENCARNA NA CONSTITUIÇÃO, PERANTE A POLÍCIA FEDERAL, SEM TER VIA DE RECEPÇÃO À SUA INVOCAÇÃO EM SEDE DE PROCESSO HISTÓRICO NO FOR DE SOBERANIA, porque, ou não reconhece o Diretor-Geral Fernando Segovia e ai APENAS PODE PREVENIR SUA REAÇÃO DE LEGÍTIMA DEFESA PELO DESFORÇO PRÓPRIO CONTRA A BANDIDAGEM COMUNISTA TERRORISTA QUE O ATACA, incluindo nele a própria Polícia Federal, ou queda-se ao holocausto PETICIONANDO À PROPRIA BANDIDAGEM QUE O MASSACRA NAS SUA LINHAS DE FRENTE. Pois, não milita em favor dos efetivos da Polícia Federal, da Procuradoria-Geral da República, do Supremo Tribunal Federal a presunção de ignorância cultural ao ponto de não terem lido no “direito do estado” à definição universal do Direito Apenatório que a ENSINA:Quem, de qualquer modo se associa a criminoso ou à quadrilha de bandidos se faz parte nos crimes por ela praticados.” Ou não foi a Polícia Federal que enquadrou Michel Temer em vários persecutórios dentre os quais ele já responde a duas ações penais? Daí, sendo insensato admitir-se ignorância de preparo policial, a Polícia Federal resulta em atentado terrorista contra o dogma da dignidade humana instituído no art. 1º inc. III e Parág. único com o art. 5º caput e incs. VI,VI,VIII,IX,X da Constituição, tipificada como uma corporação terrorista avançada da tirania oligárquica comunista fundamentalista transnacional corporativa terrorista de bandidos operando o estado de guerra convulsional terrorista de massacre da nação. De cuja situação o POVO EMERGE EM FORO DE SOBERANIA INVESTIDO DA AUTO DEFESA DA CONSTITUIÇÃO E LEGÍTIMA DEFESA SOCIAL, POLÍTICA, ECONÔMICA E HISTÓRICA DA NAÇÃO CONTRA A POLÍCIA FEDERAL. MATERIALIZANDO-SE O ESTADO DE GUERRA CIVIL INCONTORNAVEL QUE O POVO, PELO DESFORÇO PRÓPRIO ACEITOU E JÁ ENFRENTA COM A SUA FORÇA DOS CAMINHONEIROS, MOTORISTAS E TRANSPORTADORES JÁ À CAMPO, COM SUA FORÇA DE PRODUÇÃO AGRÍCOLA PRONTA PARA ENTRAR EM AÇÃO E A SUA FORÇA RÉPROBA PRODUZIDA PELA POLÍCIA FEDERAL E TRANSFORMADA EM CHACAIS SEDENTOS DE JUSTIÇA, DE RESERVA NAS PENITENCIÁRIAS. Segundo a lição que a Polícia Federal tem de saber na ponta da língua: “Para tirar os bandidos da rua, se tem de tirar do poder, aqueles que, nas respectivas investiduras de autoridade, produzem a degeneração moral que os gera.” E que degeneração moral maior do que um POLICIAL SUBMETIDO, ESCOLHIDO, NOMEADO E EMPOSSADO PELO BANDIDO QUE ELE APRESENTOU À CONDENAÇÃO PELA JUSTIÇA? Além do que é NATO DA ESPÉCIE HUMANA que: A VOCAÇÃO POLICIAL NÃO COMPORTA HOMENS MEIO PAU DA ESPECIE EM QUE RESULTAM SEUS EFETIVOS AI CHEFIADOS, SUBMETIDOS E USADOS PELOS MESMOS BANDIDOS QUE ELES APRESENTAM À JUSTIÇA PÚBLICA, na implantação do “Projeto de Poder do PT de Comunizar o Brasil Em 22 Anos” pelo espetáculo da briga das gangues e quadrilhas entre si no inventário do País como despojo das urnas, que reinstalam de dois em dois anos pela modalidade de: “bases parlamentares,” “governo participativo,” “coalisões políticas,” “acordos de governabilidade;” “acordos de lideranças,” “acordos suprapartidários.” E assim, além de se impor o POSTULATORIO PEDAGÓGICO, não exegético de sustentações de rodapé, e sim, de autoridade de cátedras, conhecimento de causa e domínio da vida civilizada sustentado no corpo de delito do País como produto do tipo de escolaridade dos respectivos efetivos e hostes do poder, e se acresce do apodrecimento ideológico do arcabouço institucional do Pais, obrigando o povo a ESTADO DE CONFRONTO com os efetivos que esbulham as instituições,  no qual não sobra ninguém constitucionalmente abrigado pelo POVO na Constituição. Pois, como a Polícia Federal está exposta no repugnante papel de capachos de bandidos, entretendo o povo sequestrado em seus lares e locais de trabalho à dizimação pelo terrorismo do medo, insegurança pública, insegurança jurídica, insegurança econômica e insegurança nacional, com “Operação Lava Jato” e demais espetáculos de mídia enquanto a bandidagem comunista terrorista consolida a tirania oligárquica comunista fundamentalista transnacional corporativa terrorista de bandidos, a Procuradoria-Geral da República e o Supremo Tribunal Federal se somam com ela no crime organizado n o governo, operado por gangues políticas e gerido por corporações quadrilheiras. E daí, os 638 mil homens amontoados ao extermínio pela tortura penitenciária que os transformou em chacais, RESULTAM TÃO APROPRIADOS AO SOCORRO DA NAÇÃO QUANTO SEUS EFETIVOS DE SEGURANÇA PÚBLICA COMPOSTOS DE BANDIDOS.  Entretanto, Celio Evangelista Ferreira do Nascimento signatário no POVO deste ato de exercício direto do poder é testemunha no campo de desempenhos da Polícia Federal, da sua hombridade, competência, magistralidade, nobreza, patriotismo e intocabilidade moral, desde a década de 1970 quando, com as Forças Armadas no poder, ajudava construir as bases do “Brasil Mega Potência do Mundo,” que, pelo “Ideário da Revolução de 64passaria, como está passando por esta situação que a bandidagem comunista terrorista recolhida à baderna política para se auto expurgarem da civilização brasileira pelo suicídio de poder, instalariam, como instalaram o País neste composto medonho de insensatez, incoerência, irresponsabilidade e ausência total lucidez e racionalidade, ao ponto do poder estar raciocinando pelo ânus e defecando pelo cérebro desde que o meliante Luiz Inácio Lula da Silva está em campanha para Presidente do Brasil, tendo por razão disso e projeto político a executar no governo, a sentença de 240 laudas que o condena a mais de 9 anos de cadeia como ladrão do País e marginal da pior espécie.

     Então essa situação que deixa o POVO sem INSTITUIÇÕES de socorro, porque transforma os EFETIVOS delas em FORÇA DE MASSACRE DA NAÇÃO da BANDIDAGEM COMUNISTA TERRORISTA é a estratégia do “Projeto de Poder do PT de Comunizar o Brasil Em 22 Anos que instala o POVO em estado de auto defesa da Constituição, porque esta resulta violentada na extinção de eficácia do Estado Democrático de Direito na  fusão do poder político com a força militar no mandato/patentes do Presidente da República que o Tribunal Superior Eleitoral declarou inexistente e deixa Michel Miguel Elias Temer Lúlia em flagrante na prática dos crimes de alçada da Polícia Federal de esbulho da Instituição da Presidência da República e usurpação do cargo de Presidente da República, em formação de corporação quadrilheira terrorista com os  Senadores, os Deputados Federais, os Ministros do Supremo Tribunal Federal e o Procurador Geral da República em composição rotativa, materializando o confronto com a POLÍCIA FEDERAL como linha de frente da bandidagem comunista terrorista no estado de guerra convulsional terrorista de massacre da nação, contra o qual, o POVO está preservado em poder constituinte na Constituição, com a REAÇÃO DE CIDADANIA pela INTERVENÇÃO CONSTITUINTE NO PROCESSO HISTÓRICO, vez que, no corpo de delito do País exposto pela atuação espetacular embusteira da Polícia Federal  com a Procuradoria Geral da República, estão presentes a: RAZÃO DE ESTADO; a CRISE INSTITCIONAL DE ESTADO PELO ASSALTO AO PODER FEITO PELO FORO DE SÃO PAULO com INSTITUTO LULA, JOSÉ DIAS TOFFOLI e PROCURADORIA GERAL ELEITORAL; a FALÊNCIA DO PAIS e CAOS SOCIAL, e, o APARELHO REPRESSOR  do Estado está submetido à bandidagem comunista terrorista como o próprio Estado está substituído pela tirania oligárquica comunista fundamentalista transnacional terrorista de bandidos. Resultando exposto que o POVO e a POLÍCIA FEDERAL são vítimas comuns, erigido um contra o outro, para se extinguirem ambos: o POVO se extinguir como poder constituinte de auto socorro da Constituição e de legitima defesa social da nação, e a POLÍCIA FEDERAL se extinguir como “MINISTROS DE DEUS ARMADOS DO PODER DE COAÇÃO DA UNIÃO CONTRA A BANDIDAGEM TERRORISTA.” E a civilização brasileira resultar um composto irracional de uma minoria de brutos, psicopatas, esquizofrênicos, desajustados, mentecaptos, alienados, analfabetos, mentirosos, covardes, irresponsáveis, cafajestes, vadios, marginais e mefíticos de toda a espécie submetendo a nação dona da Pátria porque constrói pela iniciativa privada o que defender nela.

      Eis porque, um requerimentinho de 5 linhas demanda uma exposição de várias laudas, e assim mesmo, os “doutores” se saem pelas sapiências de investiduras fundados no “direito encontrado na rua” e amparados na vitaliciedade ou estabilidade do aninhamento nos cofres públicos. Situação que vai se acabar após o dia 29.12.2017, quando o Magistrado de Estado será o protótipo do sacerdócio da vida pública na civilização brasileira, que se identificará em todos os graus mandatários, de investiduras, cargos e funções por: HOMBRIDADE-COMPETÊNCIA-ISENSÃO.  Porquanto, o Estado será reconstruído pelo CUSTO/BENEFÍCIO. E nessa ÓRBITA DA CIVILIZAÇÃO BRASILEIRA o bom senso, a racionalidade sadia não admite que um policial, cuja identificação vocacional é a ÍNDOLE DIVINA CONTRA O BANDITISMO, como a Doutrina Cristã que produziu a civilização brasileira ensina: “O Policial não carrega arma para enfeite, mas, porque é MINISTRO DE DEUS contra os maus,”doutor em Direito” não saiba ler a Constituição que o institui; ou tenha o desprovimento de dignidade humana diante da nação e de si, de se fazer “Diretor da Polícia Federal” nem indicado pelos seus pares, mas, selecionado pelo BANDIDO TERRORISTA MENTOR, CHEFE E PRINCIPAL BENEFÍCIÁRIO DO ROUBO DO PAÍS, MASSACRE DA NAÇÃO E DESTRUIÇÃO DA PÁTRIA, POR ELE NOMEADO E POR ELE EMPOSSADO NO ESBULHO TERRORISTA DO CARGO. É isto que o Ministro Gilmar Mendes está mostrando com a sua conduta no corpo de delito do País que a Policia Federal não pode enxergar na situação em que está, que a ordem jurídica e o regime democrático se acabaram, substituídos pelo crime organizado no governo em todo o esbulho institucional do País, com a titularidade das instituições substituída pela fidelidade no gangsterismo que mantém a bandidagem terrorista no poder. Donde resulta o POVO na situação de escolher entre a bandidagem de campo que está armada e sedenta da bandidagem no poder, e esta que não dá sinal de que irá aliviar o massacre que instalou e comanda. Ou, qual é a diferença legal, moral e racional de um policial escolhido, nomeado e empossado por bandidos no poder e dos bandidos de campo que são produzidos por eles? Ou a Polícia Federal invocará “ausência de estrutura institucional para agir?” Então, resulta instalado o estado de massacre terrorista da nação em todos os campos do existencialismo nacional, de parte da Polícia Federal inserida na: 1. Bandidagem vagabunda no poder alojados nos cofres públicos e distribuídos no PMDB, PTB, PDT, PT, PSB, PPL, PSDB, PTC, PSC, PMN, PRP, PPS, PV, PCB, PBC, PT do B, PPL, PR, PSTU, PRTB, PHS, PSDC, PCO, PTN, PSC, PRB, PSL, PR, PSD, PROS, SP, PMB, DEM, PC do B, PP, PCB, PRTB e REDE supridos pelos “especialistas,” “intermediadores,”negociadores” e “mefíticos” de toda a espécie, que estão espalhados por todo o tecido institucional e todas estruturas operacionais da República e iniciativa  privada; 2. bandidagem terrorista transnacional, alojados no “projeto Pátria Grande” e distribuídos pela URSAL, UNASUL, URC, ESAD, G-20, BRICS, FAO, OTSC, CEI, OCS, ECVCNB, no MST, CUT, MSTA, CEMIG, CONTAG, Via Campesina, MLST, MAB, MIR, ELN, EZ, APINB, ARPIN-Sul, COIAB, APOINME, CIR, ABA, IEB, CTI, CUIA, Sindicatos, Hamas, Taleban, Al Qaeda, Jihads, Hesbollah, Boko-Haran, Al Shebab, Estado Islâmico; 3. bandidagem de campo alojados no “fome zero” e criminalidade quadrilheira, distribuídos pelo PCC, CV, FDN, TCC, CRBC, CDL, SS, DCMS, TC, ADA, IDI, AJ, AD, B.dos 40; PCN; ER; 300 Esp.; PCM; ERam; B. dos 300; CC; GDA; PCM; BI; PGE; B. dos 40; ADM; COM; B.dos 300M; PCM2; PCE; CP; BM; KATIARA; CPr; CAVEIRA;  CMO; PJ; PCMpr; PCMG; MP; PI; PCU; CJUC; GF, CDLcr, PGC2, PCRV, CL, SN, SC,PL, PGO, FRC, BC, OS TAURAS, V.7, O.S.A.l, U.P.P, C.P.C, A.L, P.C.Pr, P.C.L.ms, D.G, BPj, B.C.cuia, C.V.mt, A.L.ro, C.P.ro, B. dos 13; 3º CP; Carecas do ABC; Comando da Paz; CRBC, Máfia do Lixo, Esquadrão da Morte. Assistidos pela Depen, “Pastoral Carcerária, ” outros serviços religiosos e ONGS; 4. bandidagem empresarial terrorista distribuídos em: Odebrecht, OAS, Andrade Gutierrez, Queiroz Galvão, UTC Engenharia, Camargo Correia, Engevix, Brf Brasil Founds S.A, Seara Alimentos S.A, JJZ Alimentos S.A, Madero Ind. Com. S.A, Touyo Setel Engenharia,  Mendes Júnior Trading E. S.A, Anglo, Swit Bck, J&F, Vigor, Flora, Canal Rural, Banco Original, Cabana Los Lilas, Armour, Pite, Aspen Ridge, King Island, Moy Park La Herencia, Pibgrins Pride, EPE, Havan,  FRIBOI, JBS, BNDES, TV GLOBO, dentre outras. Como o corpo de delito do País registra e está espelhado pelas: “Operação Lava Jato,” “Operação Carne Fraca,” “Operação Catilinária,” Operação Castelo de Areia,” “Operação Patmos,” Operação Boca Livre“, "Operação Recomeço,” Operação Turbulência,” “Operação Acrônimos,” Operação Zelote,” “Operação Custo Brasil,” “Operação Lucas.” Em cujo contexto,

     Com este PREÂMBULO exigido pelo art. 1º incs. II,III e Parág. único com o art. 5º caput e incs. VI,VI,VIII,IX,X da Constituição, para resolver em grau de preliminar de inexistência do socorro de Segurança Pública buscado, que erige a nação em estado de auto defesa da Constituição e em legítima defesa social, política, econômica e histórica,

    O POVO BRASILEIRO formado pela tríade constituinte originária: Nação-Território-Soberania, autoproclamado no Preâmbulo da Constituição em Poder Constituinte, denominado nela de cidadania, pelo qual se institui em Estado Democrático de Direito no art. 1º caput e incs. I,II e Parágrafo único, com o art. 4º incs. I,III da Constituição, e se constitui em Ente Político de civilização, distribuído em organização federativa pela mesma, através das Constituições Estaduais e Leis Orgânicas Municipais; bifurcado em: a) poder político constitucional rotativo indireto nos partidos políticos no art. 1º incs. II,V e Parág. único, com o art. 14 incs. e §§ e art. 17 incs. e §§, art. 27 § 1º, art. 28, art. 29 inc. II, art. 46, o art. 76, e o art. 80 da Constituição, no Colegiado Mandatário composto do Presidente e Vice-Presidente da República, Presidente da Câmara dos Deputados, Presidente do Senado Federal e Presidente do STF; b) força militar constituinte permanente direta, formada das patentes eleitorais de comando supremo e autoridade suprema das Forças Armadas, no art. 1º incs. I,II e Parág. único, com o art. 4º incs. II,III, o art. 84 incs. XIII, e o art. 142 com o art. 91 inc. VIII da Constituição, no Colegiado Constituinte, composto dos Comandantes Superiores da Marinha, Exército e Aeronáutica; com personalidade jurídica instituída no art. 2º e arts. 18, 20, 21, 22 da Constituição, na UNIÃO FEDERAL, CNPJ nº 26.994.558/0001-23 e/ou 03.566.2312/000155, sediada no Palácio do Planalto, Praça dos Três Poderes, e/ou Advocacia-Geral da União, Brasília/DF,

      em FORO DE SOBERANIA pelo exercício direto do poder nos termos do art. 1º incs. I,II e Parág. único, com o art. 4º incs. I, II, III, VIII, o art. 5º caput e incs XLIII, LXXIII, §§ 2º e 3º, com o art. 37 caput, o art. 84 inc. XIII, com o art. 142 e o art. 80 com o art. 91 inc. VIII, mais o art. 144 caput e inc. I, § 1º, da Constituição, que recepcionam o art. 1º com o art. 5º n. 1, o art. 10º n. 1, 2 da Convenção Americana Sobre Direitos Humanos, o art. 2º com o art. 21 n. 1 da Declaração Universal dos Direitos do Homem, a Resol. do CS/ONU n. 1.373 de 28.09.2001, e faz aplicável o art. 6º com o art. 8º da Carta Democrática Interamericana, e o art. 55 c, da Carta da ONU, com o Decreto n. 5.639 de 26.12.2005, e o Decreto n. 4.388 de 25.09.2002, face estar presente no corpo de delito do País a RAZÃO DE ESTADO, CRISE INSTITUCIONAL DE ESTADO, ASSALTO AO PODER PELO FORO DE SÃO PAULO, FALÊNCIA DO PAIS e CAOS SOCIAL, que rompeu o Estado Democrático de Direito na fusão do voto com a bala no mandato-patentes de Presidente da República e extinguiu eficácia à Magistratura de Estado desprovendo o Processo Histórico de regência institutiva e dando emersão ao povo em reação de cidadania como equipamento constituinte de autodefesa da constituição e de legítima defesa social, política, econômica e histórica da nação, instrumentalizado com a INTERVENÇÃO CONSTITUINTE NO PROCESSO HISTÓRICO, instaurada, recebida, aceita e homologada pelos poderes constitucionais, instituições e entidades públicas, no procedimento constante dos PROTOCOLOS: STF Pet 142098/08.10.2008, STF 0038341, 29.2.2012, PR CODIN/POT/19.02.2012; SF29.02.2012; SF17.07.2012; SF11.06.2012 STF; PGR CD PR SFCFA 117.419 29.02012 30.05.2012DPF/DF 08001.08335.0032 35/2002-5; 08001.008976/2012-74; 08001.014173/20 12-59 –  COGER/DPF; 08200.008079/2013-0308200.008592/2013-96; DPF/CEVEL-R 02.05.2013; MPF/MS-00000744/2014; PR-MS-00019658/2013. PR-MS-00000744/2014– 07443 /201400007787/2014 R 02.05.2013; MPF/MS- 0000744/20 14; PR-MS-00019658/2013. PR-MS-00000744/2014– 000 07 10.10.12; DPF/MS 08335.025373/2012-65 27.11.2012; DPF/ MS 335.005016/2013-61 28.01.2013; PO 1300820-7.2.2013/ACFA: 443 /201400007787/2014A.D. SF 15492345 1 BR; MPE/MS-PGJ – 043779-2/2; 018742-2/2019223-2/2M; CD 006198- 30.9.13; SPF 08335,006262/ 2014-11; PGR 00001654/2014; PGR 0007443 PR 04.09.2013; PR JG 642440674BR STF AR-J6603237679BR; PF 08335.018120/2014-05; PGJ 022451-2/2; 022450-2/2 022450-2/2; 018742-2/2; 019223-22/, 01237180; 151113 1403 67; 01238632-1; 10123 1355; 11988/2014, 01237180; 151113 1403 67; 01238632-1; 10123 1355; 11988/2014, PGR 10058/2014. STF SF 82200437/2014; STF PE 6197258220; ACFA PE 513259353JH; STF PE 513269996JH; STF PE 619725820JH; PRM-CAC-PR 10058/2014; PR PRM-CAC-PR 00010318/2014, para: RECUPERAR A SUA VOCAÇÃO DE LIBERDADE; RESTAURAR O ESTADO DEMOCRÁTICO DE DIREITO; RESTABELECER A UNIDADE DA NAÇÃO; REENCAMINHAR O PAIS PARA O TRABALHO  e RECONSTRUIR A SOBERANIA DO BRASIL;

     estando constitucionalmente instaurada a execução da INTERVENÇÃO CONSTITUINTE NO PROCESSO HISTÓRICO junto aos poderes constitucionais e Procuradoria-Geral da República perante o Supremo Tribunal Federal em sua investidura de Corte Constituinte transformada em corporação terrorista na tirania oligárquica comunista fundamentalista transnacional corporativa terrorista de bandidos, e por isso, substituída na Constituição pelo Superior Tribunal Militar;

    pelo cidadão Celio Evangelista Ferreira do Nascimento, brasileiro, jurista, título de cidadania outorgado pelo art. 14 inc. II, b, da Constituição, cadastro eleitoral nº 0038.4759.0647/Brasília-DF, filiação partidária 011745991910/PMDB, CPF nº 198.285.009-49, RG 788947/MS, endereço operacional no Quartel General do Exército – SMU, Brasília/DF;  endereço de expedientes: telefone 61 98238-24.15, neste ATO INSTITUCIONAL DE CIDADANIA

 DECLARA, NO EXERCÍCIO DIRETO DO PODER, O MELIANTE TERRORISTA MICHEL MIGUEL
ELIAS TEMER LÚLIA EM ESBULHO DO COMANDO E CHEFIA DA POLÍCIA FEDERAL SEM TÍ-
TULO CONSTITUCIONAL PARA ISSO, EM VIRTUDE DO QUE, ASSUME A POLÍCIA FEDERAL
PARA RECUPERAÇÃO ORGÂNICA FUTURA, E, NO ESTADO EM QUE ELA ESTÁ A INSTAU-
RA COMO FORÇA CONSTITUCIONAL ORGANIZADA NO SEU DESFORÇO DE AUTO DEFESA
DA CONSTITUIÇÃO E DE LEGÍTIMA DEFESA SOCIAL DA NAÇÃO, NA INTERVENÇÃO CONS
TITUINTE NO PROCESSO HISTÓRICO, INTEGRADA COM OS CAMINHONEIROS, MOTORIS-
TAS E TRANSPORTADORES DO BRASIL NO CERCO AO PAÍS PARA A POSSE DO CIDADÃO
CELIO EVANGELISTA FERREIRA DO NASCIMENTO NO CARGO DE PRESIDENTE DA REPÚ-
BLICA VAGO DESDE O DIA 1º DE JANEIRO DE 2.015, NO DIA 29 DE DEZEMBRO DE 2.017, PA
RA O DESEMPENHO AQUI REQUISITADO COM AS OPERAÇÕES IMEDIATAS, A SEGUIR:

  1. SEGURANÇA PESSOAL do cidadão Celio Evangelista Ferreira do Nascimento na cidade de Brasília/DF, com vigilância na sede do Comando da Intervenção no endereço civil fornecido em anexo; e nela, levantar e identificar todos os promotores da campanha de “currículos e vida pregressa ” sustentada sobre o mesmo, porque os antecedentes históricos dos empreendimentos facínoras de eliminações de homens públicos nesta esfera foram montadas assim, por mefíticos autoproclamados como autores e líderes da causa patrocinada e sustentada pela vítima; como está ocorrendo com Celio Evangelista Ferreira do Nascimento que é o autor e responsável no povo pela sua reação de cidadania pela INTERVENÇÃO CONSTITUINTE NO PROCESSO HISTÓRICO, desde 1.987 quando, desempenhando missão das Forças Armadas, ajudou construir o mecanismo na Constituição, que lhe coube executar a partir de 2.004; incluindo os efetivos jornalísticos da Imprensa nacional como suspeitos de linha de frente do banditismo comunista terrorista, indiciados pelo combate vigoroso que sustentam contra Celio Evangelista Ferreira do Nascimento, as Forças Armadas, a Polícia Federal, as Policias Militares e as Policias Civis, sob desassombrada cobertura, ora, por publicidade mentirosa, ora pelo silêncio e supressão da informação, ora por manipulação da opinião pública em favor da tirania oligárquica comunista fundamen -talista transnacional corporativa terrorista de bandidos. Nomina nas linhas de ataque infiltrado do terrorismo à esclarecimento: Marcia M. Mucke; José Matos; Felipe Oliveira; Roseli Matos; Marcelo Vanuci Moreira; Debora Berger; Benedito Fernandes; Eliana Pass; Marlene Waleckeski; Vinicius Gomes Tec Eletrôica; Vilmar José Fernandes; Mario Gallo Junior; Edy Arilva Quintino; Ines de Siracusa; Teresa Testani; Cristina Peviani, empenhados com campanhas execratórias contra o mesmo, expondo-o por currículos e vida pregressa que ele desconhece; endereços no facebook.
  2. SEGURANÇA INTEGRADA DE POLICIAIS EQUIPADOS, COM OS CAMINHONEIROS, MOTORISTAS E TRANSPORTADORES nos cercos estratégicos físicos onde haja necessidade da paralização do transporte feita pela presença ostensiva deles.
  1. SEGURANÇA INTEGRADA DE POLICIAIS EQUIPADOS, COM OS AGRICULTORES nos cercos estratégicos físicos onde haja necessidade da presença destes com suas máquinas e implementos somados com os caminhoneiros.
  2. SEGURANÇA INTEGRADA DE POLICIAIS EQUIPADOS, COM OS CAMINHONEIROS, MOTORISTAS, TRANSPORTADORES, AGRICULTORES COM SUAS MÁQUINAS, E COM OS ÔNIBUS, COMBOIOS E CARAVANAS DA POPULAÇÃO no deslocamento à Brasília/DF, a partir do dia 26 de dezembro de 2.017 para a Assembleia Interventorial Constituinte no Congresso Nacional de posse do cidadão Celio Evangelista Ferreira do Nascimento no cargo de Presidente da República no dia 29.12.2017, para cujo evento de reação de cidadania pela Pátria, a nação se auto hospedará na Praça dos Três Poderes na cidade de Brasília/DF.
  3. SEGURANÇA INTEGRADA DE POLICIAIS EQUIPADOS, COM OS AGENTES PENITENCIÁ- RIOS E POLÍCIAS MILITARES E CIVIS se o Comando da Intervenção constatar necessidade da força antidota composta da população em massacre pela tortura terrorista nas masmorras prisionais onde essas pessoas, em nada piores do que Michel Miguel Elias Temer Lúlia e dos que com ele se agregam na Polícia Federal, Procuradoria Geral da República, Supremo Tribunal Federal, Comandos das Forças Armadas, na Câmara dos Deputados e Senado Federal que os produziram no crime organizado no governo, operado por gangues políticas e gerido por corporações quadrilheiras na prática do roubo do País, massacre da Nação e destruição da Pátria, por bandidos escondidos atrás de mandatos inventando leis, para bandidos escondidos atrás da toga manter o terrorismo acordado como sistema de poder e a corrupção e roubo partilhado como forma de governo, bem mostrado pelo corpo de delito do País espelhado pela “Operação Lava Jato” e demais arrojo persecutório patriótico da Polícia Federal e alguns Procuradores da República.

     SUPRIMENTO DE CUSTEIO:

     Para o custeio das despesas, incluindo a reparação moral à nação vítima em seus policiais, que foi instituída pela própria bandidagem comunista terrorista no poder com suas leis 8.878/94 e 10.559/2002, o POVO NO EXERCÍCIO DIRETO DO PODER, institui junto ao Tesouro Nacional a verba de R$ 250.000.000,00 (duzentos e cinquenta milhões) para ser levantada diretamente pela Polícia Federal junto à iniciativa privada, na forma de contribuições por recibos/bônus a resgate pelo Tesouro Nacional, para a INTERVENÇÃO DO POVO NO PROCESSO HISTÓRICO que tem por objeto: a recuperação da Lei e da Ordem com a restauração das instituições, da paz social, da segurança, saúde e educação; o reencaminhamento do País para o trabalho reintegrando a força empresarial ao progresso e a força de trabalho ao emprego, que demanda: a) reintegração da Instituição da Presidência da República à União; b) prisão do meliante Michel Miguel Elias Temer Lúlia e respectiva quadrilha que a esbulham; 3) posse no cargo de Presidente da República vago desde o dia 1º de janeiro de 2.015, do cidadão Celio Evangelista Ferreira do Nascimento, a serem restituídas pelo Tesouro Nacional à Conta Custos Políticos de Construção da Democracia Constitucionalista, com efeito retroativo contra a bandidagem comunista fundamentalista terrorista que faliram o Pais e submetem o povo brasileiro à estado de guerra convulsional terrorista de massacre da nação.

     Os recibos/bônus no modelo anexo serão emitidos pelo POVO no cidadão Celio Evangelista Ferreira do Nascimento ou em quem este expressamente indicar, ao manuseio pela Polícia Federal ao fim destinado, e serão apresentados a resgata ao Tesouro Nacional pelo mesmo, no procedimento constitucional respectivo.                           

      SUPORTE INSTITUCIONAL ESPECÍFICO.

     A Polícia Federal não é instituição de governo e sim, ÓRGÃO PERMANENTE DA UNIÃO, instituído por lei recepcionada pela Constituição. Diferencia-se das Forças Armadas quanto à origem e à destinação. Estas são constituídas por si mesmas na tríade originária da vida civilizada organizada por Estado: Nação-Território-Soberania que forma o povo ou poder constituinte que promulga a Constituição. Por isto a Constituição não as institui, mas, apenas as reconhece instituições nacionais permanentes e regulares de existência espontânea. Aquela é derivada instituída que lhe dava presença no poder de coação do Estado que a Constituição restaurou com a nova composição dogmática que lhe deu.

     As Forças Armadas são originárias no povo constituídas pela Nação-Território-Soberania. Enquanto esta tríade existir, existe o povo brasileiro e nele, as Forças Armadas. E estão para o povo como o revolver está para a pessoa que o porta. Isto é, não são poder e são desprovidas, em si, de poder. O poder das Forças Armadas é o povo como está no art. 1º incs. I,II e Parág. único com o art. 4º inc. I,III, o art. 84 inc. XIII e o art. 142 da Constituição. A hierarquia das Forças Armadas não é absoluta, mas limita-se nas patentes mandatárias fundidas no mandato de Presidente da República, em cuja fusão se assenta o Estado Democrático de Direito dando promoção ao Processo Histórico pela Magistratura de Estado na Instituição da Presidência da República. Assim, quando, por razão de Estado ou por crise institucional de Estado rompe-se o Estado Democrático de Direito na fusão do voto com a bala no mandato/patentes do Presidente da República, emerge o POVO EM FORO DE SOBERANIA NO COMANDO SUPEMO E AUTRIDADE SUPREMA DAS FORÇAS ARMADAS EM AUTO DEFESA DA CONSTITUIÇÃO. Ou seja, o poder constituinte preservado no poder constitucional rompe da traição na representação mandatária restabelecendo fluxo constitucional ao Processo Histórico.

     A Polícia Federal é o poder de coação da União personalizada no Estado Democrático de Direito. Como poder de coação da União, ela equipa a Magistratura Federal, a Justiça Eleitoral, o Superior Tribunal de Justiça, e o Supremo Tribunal Federal de exequibilidade coativa às respectivas decisões, como, aliás, está no art. 144 § 1º inc. IV da Constituição. E integra o POVO EM SUAS REAÇÕES DE CIDADANIA COMO EQUIPAMENTO DE AUTO DEFESA DA CONSTITUIÇÃO no art. 1º incs. I,II e Parág. único com o art. 3º incs. I/IV, o art. 4º incs. II, VIII e art. 5º caput da Constituição. Porquanto, a União é o POVO BRASILEIRO personificado pelo seu ENTE FEDERATIVO de Administração, Legislação e Justiça, como uma sociedade empresarial se personifica pela sua empresa. Então, se as Forças Armadas são o POVO EM PODER CONSTITUINTE, a Polícia Federal É o POVO EM PODER CONSTITUCIONAL. Ambas, então, estão sob o COMANDO CONSTITUINTE DO POVO. É por onde o POVO EM REAÇÃO DE CIDADANIA pela INTERVENÇÃO NO PROCESSO HISTÓRICO, varrerá para as latrinas da história os restos mortais do ideologismo comunista, socialista, imaginativista misturado com cafajestismo, prostituição, pederastia, vadiagem e psicopatias congênitas que produziu a bandidagem comunista terrorista que se auto expurgou da civilização brasileira pelo suicídio de poder como o “Ideário da Revolução de 64” havia diagnosticado e prescrito. E, pelo qual as Forças Armadas produziram a Constituição.

     AS FRATURAS CONSTITUCIONAIS EXPOSTAS DO CORPO DE DELITO DO PAIS.

     O ataque terrorista contra o art. 1º inc. III e Parág. único com o art. 5º caput e incs. X, o art.  15 inc.V,  o art. 37 caput e § 4º, o art. 53 § 1º, o art. 85 inc. V, e o art. 101 da Constituição que rompe o Estado Democrático de Direito na fusão do voto com a bala no mandato/patentes de Presidente da República e dá emersão ao POVO EM REAÇÃO DE CIDADANIA PELA INTERVENÇÃO NO PROCESSO HISTÓRICO ATRAVÉS DO DESFORÇO FÍSICO COM OS CAMINHONEIROS, MOTORISTAS E TRANSPORTADORES, AGRICULTORES E POLÍCIA FEDERAL, se tipifica pela falência do País resultante do roubo generalizado do País que vai da corrupção aos salários, proventos e remunerações pelos cofres públicos.  Pois, se o País está quebrado, com sua estrutura física totalmente destruída e sob “suspensão de investimentos públicos” e “ajuste fiscal,” então, até os salários configuram roubo. Ninguém no Estado 9,8% maior do que sua iniciativa privada investiu em qualquer coisa econômica no País. Então, investiram lá fora? 2/3 dos R$ 36 trilhões roubado está investido fora e imobilizado em apartamentos, casas, fazendas, lanchas, iates, carrões, e 1/3 foi esbanjado em viagens e compras no exterior. E como a Economia sustentava o emprego e o Estado? Pela roda do consumo/produção através de falcatruas contábeis, estelionato estatístico, renúncias fiscais, estelionato de preços públicos, estelionato de consumo, contabilização como crédito da dívida pública renegociada, contabilização de exportações inexistentes por onde produziam ativos líquidos para captação do dinheiro do terrorismo e tráfico pelas bolsas e suprimento do lastro metálico em contas correntes para os bancos girar o consumo/produção que mantinha o emprego no consumo fiado e a arrecadação tributária na produção submissa às emissões governamentais que se acumulavam em dívida pública que, calcula-se estar entre R$ 7 e 9 trilhões.

     A prova, em esfera do Foro de Soberania inicia com o Supremo Tribunal Federal empenhado em acabar com o “foro privilegiado” pelo único motivo de “diminuir o serviço dos ministros” como Roberto Barroso informa: “... resolve o excesso de processos criminas no STF, mas não soluciona a impunidade no País.” E isso basta para mostrar que o País chegou ao pique do apodrecimento moral e político da sua civilização para a guerra civil encarniçada que disso emergirá. Pois, a informação do “ministro” revela que o podridão do mundo do “foro privilegiado” excedeu a capacidade repressiva do Estado; extinguindo a ordem jurídica e o regime democrático.

     E como os bandidos terroristas enganam a nação? Basta ser atento à propaganda massificada para a qual Temer “contratou um marqueteiro por R$ 46 milhões” e emite R$ 25 bilhões de real frio para custeio da Mídia terrorista. Por exemplo o espetáculo da “reforma da Previdênciaque é igual ao espetáculo do “combate à microcefalia, aedes aegyptis, zika e shikungunya,” funda-se no lançamento contábil de que: “atualmente ela tem 26 milhões de idosos que lhe consomem R$ 202,8 bilhões a mais do que ela arredada, mas, em 2.060, serão 73 milhões de idosos que consumirão R$ 8.9 trilhões superior ao que ela arrecadará. Ai, a dívida brasileira, que hoje é de R$ 74,4% do PIB poderá chegar a 1000% em 2021. 500 bilhões é o que o País vai economizar em 10 anos.” Vejam a engenharia do embuste! Só uma mente diabólica, sem senso do ridículo e sem o mínimo de respeito pela nação esclarecida ENTRETE A POPULAÇÃO COM UM ENREDO DESSE GRAU DE MEDIOCRIDADE, PARA ELES SE MANTER ROUBANDO A MASSA FALIDA ATÉ SEREM LINXADOS DO PODER.  O mesmo enredo fazem com a depressão econômica e a inflação. Venderam e alienaram o que ainda estava do patrimônio público de segurança nacional; “repatriaram R$ 78 bilhões do roubo que têm escondido lá fora, consumiram com o GFTS, Pis/Pasep e todos os fundos financeiros da economia, 63% do empresariado brasileiro se transferiu para China, Paraguai, índia, Austrália; 3,6 milhões de pessoas abastadas fugiram para os EUA, Inglaterra, Alemanha, Bélgica; 16,1 milhões de pessoas foram excluídas do consumo; o poder aquisitivo do salário mínimo sofreu confisco de R$ 16 bilhões; e o assalto tributário embutido nos preços públicos retirou 35% da capacidade de consumo da população. Isso produziu uma redução no CONSUMO de 87% desde 2.014 quando a nossa denúncia do estelionato do “socialismo monetarista de Estado sem economianos foros internacionais próprios revelou o estado falimentar do Brasil a partir de 2.015. Assim, não há redução de inflação, não há contenção da depressão econômica, mas sim, MISÉRIA DO POVO BRASILEIRO que o ajustou à ESCRAVIDÃO terrorista que o submete. Como também, a mentira da “redução da taxa selic a índice milagroso.” Ao contrário do que os terroristas querem enganar, ela mostra exatamente o GRÁU DE EMPOBRECIMENTO DO PAIS. Pois, foram as imobilizações de capital que desapareceram e com elas desapareceram os investimentos de expansão empresarial. Ai, emerge a “lei da oferta e procura:” desaparecem os quem pedem dinheiro emprestado, o custo do dinheiro cai na mesma proporção.”

Quartel General do Exército, Brasília/DF, 11 de dezembro de 2.017
COMANDO DA INTERVENÇÃO CONSTITUINTE NO PROCESSO HISTÓRICO
na representação constitucional do povo no comando supremo e autoridade suprema das Forças Armadas - Celio Evangelista Ferreira do Nascimento - Forças Armadas - Polícia Federal - Polícias Militares - Polícias Civis - Agentes Penitenciários - Ministério Público Federal – Ordem dos Advogados do Brasil – Justiça Federal 


Documento de Contas à POLÍCIA FEDERAL.

 


* Fusão do Brasil com o Terrorismo: Clique aqui para ler.

* PGR Raquel Dodge notificada sobre sua situação jurídica: Clique aqui para ler.

* Convite para toda população brasileira, para o dia 29/12: Clique aqui para ler.

* Leia também: Celio, a Constituição e as Forças Armadas   e   As Super Potências conosco.

* Entenda o estado de legitimidade e constitucionalidade que as Forças Armadas estão cobertas para efetivarem a prisão de Temer, e outros desde 14/08 e o ato interventorial que elas receberam em 13/11 que as habilita: Clique aqui para ler.

Leia mais ...

É para desocupar....

Publicado em Comunicados

"...NOTIFICA a população acima referida a DESOCUPAREM as repartições, salas e abrigos funcionais do....." Continua.


 

* Fusão do Brasil com o Terrorismo: Clique aqui para ler.

* PGR Raquel Dodge notificada sobre sua situação jurídica: Clique aqui para ler.

* Convite para toda população brasileira, para o dia 29/12: Clique aqui para ler.

* Leia também: Celio, a Constituição e as Forças Armadas   e   As Super Potências conosco.

* Entenda o estado de legitimidade e constitucionalidade que as Forças Armadas estão cobertas para efetivarem a prisão de Temer, e outros desde 14/08 e o ato interventorial que elas receberam em 13/11 que as habilita: Clique aqui para ler.

Leia mais ...

1 TONELADA de OURO

Publicado em Comunicados

deixaram em 1985 entre as 8 maiores economias do mundo. E isto remete o povo brasileiro, pela SOBERANIA SOLIDÁRIA que a Constituição institui, ao socorro humanitário que os países vítimas do terrorismo estão prontos a dar. E para cujo custeio, já está à disposição do povo brasileiro, UMA TONELADA DE OURO.   E esta é a razão desta instalação das Forças Armadas no Acampamento da INTERVENÇÃO do POVO no PROCESSO HISTÓRICO, cuja ausência das mesmas, dele, tipificará a posição.... Continua.


institutiva e dando emersão ao povo em reação de cidadania como equipamento constituinte de autodefesa da Constituição e de legitima defesa social, política, econômica e histórica da nação, instrumentalizado com a INTERVENÇÃO CONSTITUINTE NO PROCESSO HISTÓRICO, instaurada, recebida, aceita e homologada pelos poderes constitucionais, instituições e entidades públicas, no procedimento constante dos PROTOCOLOS: STF Pet 142098/08.10.2008,STF 0038341, 29.2.2012, PR CODIN/POT/19.02.2012; SF29.02.2012;SF17.07.2012; SF11.06.2012 STF; PGR CD PR SF; CFA 117.419 29.0201230.05.2012, 10.10.12;DPF/MS 08335.025373/2012-65 27.11.2012; DPF/MS 335.005016/2013-61 28.01.2013; PO 1300820-7.2.2013/ACFA:DPF/DF 08001.08335.0032 35/2002-5; 08001.008976/2012-74;08001.014173/20 12-59 –COGER/DPF;08200.008079/2013-03;08200.008592/2013-96;DPF/CEVEL-R 02.05.2013;MPF/MS-00000744/2014; PR-MS-00019658/2013. PR-MS-00000744/2014–07443 /2014 – 00007787/2014R 02.05.2013;MPF/MS- 0000744/20 14; PR-MS-00019658/2013. PR-MS-00000744/2014–000 07 443 /2014 – 00007787/2014–A.D. SF 15492345 1 BR; MPE/MS-PGJ – 043779-2/2; 018742-2/2019223-2/2M;CD 006198- 30.9.13;SPF 08335,006262/ 2014-11; PGR 00001654/2014;PGR 0007443PR 04.09.2013; PR JG 642440674BR STF AR-J6603237679BR;PF 08335.018120/2014-05; PGJ 022451-2/2; 022450-2/2 022450-2/2;018742-2/2; 019223-22/, 01237180;151113 1403 67; 01238632-1; 10123 1355; 11988/2014, 01237180;151113 1403 67; 01238632-1; 10123 1355; 11988/2014, PGR 10058/2014. STF SF 82200437/2014;STF PE 6197258220; ACFA PE 513259353JH; STF PE 513269996JH; STF PE 619725820JH; PRM-CAC-PR 10058/2014; PR PRM-CAC-PR 00010318/2014, para: RECUPERAR A SUA VOCAÇÃO DE LIBERDADE; RESTAURAR O ESTADO DEMOCRÁTICO DE DIREITO; RESTABELECER A UNIDADE DA NAÇÃO; REENCAMINHAR O PAIS PARA O TRABALHO e RECONSTRUIR A SOBERANIA DO BRASIL;
dando cumprindo à CONVOCAÇÃO de 14.08.2017, na INTERVENÇÃO CONSTITUINTE NO PROCESSO HISTÓRICO constitucionalmente instaurada perante a Corte Constituinte em 28.08.2017,

INSTALA A PARTIR DA DATA DE PROTOCOLO DESTA, AS FORÇAS ARMADAS NO ACAMPAMENTO DA INTERVENÇÃO CONSTITUINTE NO PROCESSO HISTÓRICO, LOCALIZADO NA PRAÇA DOS TRÊS PODERES NA CIDADE DE BRASÍLIA-DF. PARA, NO DESEMPENHO DA SUA ORIGINALIDADE CONSTITUINTE DE EQUIPAMENTO BÉLICO DO POVO FAZER:

     1) a reintegração da Instituição da Presidência da República à União;
     2) prender os meliantes que a esbulham e usurpam o respectivo cargo;
     3) empossar no cargo de Presidente da República vago desde dia 1º de janeiro de 2015,
         o(a) cidadão(ã) que resultar indicado(a) à respectiva interinidade, em grau de cidadania.

TENDO POR OBJETO POLÍTICO:
     1) a recuperação da vocação de liberdade do povo brasileiro:
     2) a restauração do Estado Democrático de Direito;
     3) o restabelecimento da unidade da nação;
     4) o reencaminhamento do País para o trabalho, reintegrando a força econômica ao pro-
         gresso, a força de trabalho ao emprego e a força intelectual ao desenvolvimento;
     5) a reconstrução da soberania do Brasil perante o mundo.

E POR INTERESSE MATERIAL:
     A instalação do Brasil no canteiro de obras de construção da Pátria iniciado em 1964, pelo PROJETO AMAZÔNIA – Soberania, Poder e Riqueza pelo caminho da roça, composto do patrimônio ainda a ser empreendido de R$ 243 trilhões, com US$ 4,7 trilhões em caixa para os impulsos iniciais; o qual vem com a ECONOMIA TRABALHISTA EDUCATIVA empreendida pelo COOPERATIVISMO DE ESTADO integrado de iniciativa privada e governo, campo e cidade na transformação da tríade patrimonial originária: HOMEM-TERRA-NATUREZA em PROGRESSO para QUALIDADE DE VIDA.
    De modo que não se está protagonizando mais uma briga política dentro do ciclo republicano das “mudanças” e das “proclamações da república,” mas sim, INSTALANDO A CIVILIZAÇÃO CONSTITUCIONALISTA DEMOCRÁTICA ECONÔMICA PATRIMONIALISTA HEREDITÁRIA PELOS TRILHOS DA COMPETIÇÃO E CONCORRÊNCIA, ASSENTADOS SOBRE A HOMBRIDADE, HONRADEZ E CARÁTER, QUE A CONSTITUIÇÃO PROJETA. Através do Processo Histórico promovido pelo Estado Democrático de Direito erigido pela LEI, operado pelo DIREITO e consolidado pela JUSTIÇA. Tendo a nação por AUTORA, a Pátria por OBJETO e o suceder-se de gerações por DESEMPENHO. Alicerçado no POVO bifurcado na Constituição em PODER CONSTITUCIONAL representativo, rotativo indireto equipado da Segurança Pública, distribuído nos três poderes da República aparelhados da LEGIFERANÇA, GOVERNO e MAGISTRATURA, e PODER CONSTITUINTE permanente direto equipado da Segurança Nacional concentrado no POVO PERSONIFICADO PELA NAÇÃO-TERRITÓRIO-SOBERANIA, NAS FORÇAS ARMADAS. E assim, encerrando a história do Brasil de 1.500 a 2.017 e instalando ele no canteiro de obras dessa civilização, que atenderá em plenitude a nação na finalidade da espécie humana de procriar, sobreviver e raciocinar, pelo cultivo prático deapenas três orientações pedagógicas: 1) “COM O SUOR DO ROSTO TERÁS O PÃO;” 2) “AMARÁS O TEU PRÓXIMO COMO A TI MESMO;3) “SEJAS CULTIVADOR DA TERRA.” Dentro dessa estrutura constitucional a nação levantará o respectivo Edifício Social tendo por base o HOMEM como espécie intelecto-espiritual, e por meta DEUS como identificação dos ideais.
     Então, o POVO NO EXERCÍCIO DIRETO DO PODER OU FORO DE SOBERANIA em virtude de ter se rompido o Estado Democrático de Direito na fusão do voto com a bala no mandato/patentes de Presidente da República que extinguiu vigência à Magistratura de Estado e desproveu o Processo Histórico de regência institutiva e aniquilou a ordem jurídica e o regime democrático impondo o crime organizado no governo, operado por gangues políticas e gerido por corporações terroristas, emergiu em reação de cidadania pela INTERVENÇÃO CONSTITUINTE NO PROCESSO HISTÓRICO.
     O rompimento do Estado Democrático de Direito foi instaurado em 2003 com o “Projeto de Poder do PT de Comunizar o Brasil Em 22 Anos” através do roubo do País, massacre da Nação e destruição da Pátria, que transformou a democracia em cleptocracia e o País num sindicato de ladrões e submeteu a nação a estado de guerra convulsional terrorista de massacre já com mais de 5 milhões de vítimas na base de 94 pessoas eliminadas por dia nos corredores de extermínio do SUS; 88,9% da população doente por estresse, depressão e descontrole emocional devido à situação de insegurança, instabilidade econômica e incerteza política; 174 pessoas eliminadas por dia no arraial do banditismo de campo; 53 mil pessoas eliminadas e outras 135 mil aleijadas e feridas por ano nos corredores de extermínio do trânsito; 100 mulheres e crianças estupradas por dia; 503 mulheres agredidas por hora; uma ocorrência de assalto, roubo, sequestro, agressão e invasão a cada 0,11 minutos; no País instalado em praça de guerra, com a bandidagem terrorista entrincheirados nos prédios públicos transformados em fortalezas contra o povo desarmado e desprotegido; tipificando uma TIRANIA OLIGÁRQUICA COMUNISTA FUNDAMENTALISTA CORPORATIVA TRANSNACIONAL TERRORISTA DE BANDIDOS, formada da: 1.Bandidagem vagabunda no poder alojados nos cofres públicos e distribuídos no PMDB, PTB, PDT, PT, PSB, PPL, PSDB, PTC, PSC, PMN, PRP, PPS, PV, PCB, PBC, PTdoB, PPL, PR,PSTU, PRTB, PHS, PSDC, PCO, PTN, PSC, PRB, PSL, PR, PSD, PROS, SP, PMB, DEM, PC do B, PP, PCB, PRTB,  REDE e PODEMOS supridos pelos “especialistas,” “intermediadores,” “negociadores” e “mefíticos” de toda a espécie, que estão espalhados por todo o tecido institucional e todas estruturas operacionais da República e iniciativa privada; 2. Bandidagem terrorista transnacional, alojados no“projeto Pátria Grande”e distribuídos pela URSAL, UNASUL, URC, ESAD, G-20, BRICS, FAO, OTSC, CEI, OCS, ECVCNB, no MST, CUT, MSTA, CEMIG, CONTAG,Via Campesina,MLST, MAB, MIR, ELN, EZ, APINB, ARPIN-Sul, COIAB, APOINME, CIR, ABA, IEB, CTI,CUIA,Sindicatos, Hamas, Taleban, Al Qaeda, Jihads, Hesbollah, Boko-Haran, Al Shebab, Estado Islâmico; 3. Bandidagem de campo alojados no “fome zero” e criminalidade quadrilheira, distribuídos peloPCC, CV, FDN, TCC, CRBC, CDL, SS, DCMS, TC, ADA, IDI, AJ, AD, B.dos 40; PCN; ER; 300 Esp.; PCM; ERam; B.dos 300; CC; GDA; PCM; BI; PGE; B. dos 40; ADM; COM; B.dos 300M; PCM2; PCE; CP; BM; KATIARA; CPr; CAVEIRA; CMO; PJ; PCMpr; PCMG; MP; PI; PCU; CJUC; GF, CDLcr, PGC2, PCRV, CL, SN, SC,PL, PGO, FRC, BC, OS TAURAS, V.7, O.S.A.l, U.P.P, C.P.C, A.L, P.C.Pr, P.C.L.ms,D.G, BPj, B.C.cuia,C.V.mt, A.L.ro, C.P.ro,B. dos 13; 3ºCP; Carecasdo ABC; Comando da Paz; CRBC, Máfia do Lixo, Esquadrão da Morte. Assistidos pela Depen, “Pastoral Carcerária,” outros serviços religiosos e ONGS; 4. Bandidagem empresarial terrorista distribuídos em: Odebrecht, OAS, Andrade Gutierrez, Queiroz Galvão, UTC Engenharia, Camargo Correia, Engevix,Brf Brasil Founds S.A, Seara Alimentos S.A, JJZ Alimentos S.A, Madero Ind. Com. S.A, TouyoSetel Engenharia, Mendes Júnior Trading E. S.A, Anglo, SwitBck, J&F, Vigor, Flora, Canal Rural, Banco Original, Cabana Los Lilas, Armour, Pite, AspenRidge, King Island, Moy Park La Herencia, PibgrinsPride, EPE, Havan, FRIBOI, JBS, BNDES, TV GLOBO, dentre outras. Como o corpo de delito do País registra e está espelhado pelas: “Operação Lava Jato,” “Operação Carne Fraca,” “Operação Catilinária,”“Operação Castelo de Areia,” “Operação Patmos,” Operação Boca Livre, “Operação Recomeço,” Operação Turbulência,” “Operação Acrônimos,” Operação Zelote,” “Operação Custo Brasil,” “Operação Lucas,” e as demais. A qual, pelo Oro de São Paulo com o Instituto Lula, José Dias Toffoli e a Procuradoria Geral Eleitoral assaltou o poder em 2.014 pelas eleições terroristas promovidas com dinheiro roubado da Petrobrás, BNDES, Eletrobrás, Eletronuclear, Cofres Públicos e do povo, pela qual fabricaram o mandato para Dilma nas urnas eletrônicas e o refabricaram para Temer na Câmara e Senado com o Supremo Tribunal Federal pelo “impeachment da Dilma.”E assim se efetivaram em corporação terrorista distribuída por quadrilhas na Instituição da Presidência da República, Senado Federal, Câmara dos Deputados, Supremo Tribunal Federal, Procuradoria-Geral da República e por todo o tecido institucional e estruturas operacionais do País e iniciativa privada. E por essa estratégia macabra submetem a nação à escravidão terrorista do “socialismo monetarista de Estado sem economia,” movido por falcatruas contábeis, estelionato estatístico, renúncias fiscais estelionatárias, estelionato de preços públicos, estelionato de consumo, contabilização de dívida pública renegociada como crédito, contabilização de exportações inexistentes, por onde fabricam ativos líquidos para recolhimento do dinheiro do terrorismo pelas bolsas, e emissões de real frio para lastro metálico em contas correntes para os bancos girarem a roda do consumo/produção pelo multiplicador bancário que sustenta o consumo fiado abrigando o emprego e a produção financiada mantendo os impostos pelos quais as emissões frias são esquentadas no Tesouro onde suprem a Fundação Getúlio Vargas para o estelionato estatístico.

A FUNDAMENTAÇÃO DA CONVOCAÇÃO.

1) DA LEGALIDADE:

     A legalidade da CONVOCAÇÃO inicia com a constitucionalidade da reação de cidadania pela INTERVENÇÃO CONSTITUINTE NO PROCESSO HISTÓRICO, da forma exposta na tipificação da presente. Tendo por hecatombe de civilização o corpo de delito do Pais, do qual a Polícia Federal, com o Ministério Público Federal e o Supremo Tribunal Federal situados no âmbito da Segurança Pública e do Poder de Coação do Estado, extraem o espetáculo do “combate à corrupção, desvio de verbas públicas, lavagem de dinheiro e evasão de divisas.” Com o qual envolvem a nação na verborragia judiciária, acobertando a comunização do País, que se processa na esfera da Segurança Nacional em sede de Processo Histórico no Foro de Soberania ou Poder Constituinte. Pois, em se tratando de submetimento ideológico da nação, objetivando destruir a civilização imperante e impor um sistema de autoritarismo corporativo terroristas anárquico, com o Estado Constitucional substituído por tirania convencional quadrilheira, não se tem mais a criminalidade comum apenável por contraditórios indiciários decisórios, e sim, estado de marginalidade política expurgável por persecutório institucional de Estado. Na primeira situação se lida com processos apenatórios e ressarcitórios; na segunda, com INTERVENÇÕES CONSTITUCIONAIS REPUBLICANAS E INTERVENÇÃO CONSTITUINTE NO PROCESSO HISTÓRICO.
    Disso resulta a extinção do Estado pela fusão dele com o banditismo terrorista através das investiduras, cargos e funções submetidas à representação mandatária oriunda da redistribuição do País como despojo das urnas de dois em dois anos, entre a bandidagem oligárquica terrorista, pela modalidade de “bases parlamentares,” “governo participativo” e “acordo de governabilidade.” Onde estão dinastias políticas quase centenárias como as nordestinas capitaneadas pela dinastia José Sarney; as oligarquias do poder na “República do Café” formada por São Paulo-Minas Gerais-Rio de Janeiro, ora capitaneadas por Michel Temer, Aécio Neves, Rodrigo Maia. E assim, resultou a Polícia Federal instituída para combater bandidos, sob a chefia do bandido mentor e comandante do banditismo que submete o País; o Procurador-Geral da República com Michel Temer e os Ministros do STF promovendo o saqueamento da massa falida do País pela modalidade de denunciar o Temer por duplicidade de fórum como “presidente da República,” porque formam uma corporação terrorista empenhada na destruição da civilização brasileira e implantação do totalitarismo comunista terrorista. Pois foram Lula, Dilma e Temer que escolheram e nomearam Procurador-Geral da República, escolheram e nomearam os Ministros do Supremo Tribunal Federal. Como também foram eles que escolheram e nomearam os comandantes das Forças Armadas.

     Daí, Michel Temer que encarna Lula e Dilma, desprovido de constitucionalidade mandatária, de reputação ilibada, exposto pela Polícia Federal, Procuradoria da República e Justiça Penal como bandido ladrão em estado processual, em flagrante delito de esbulho da Instituição da Presidência da República e usurpação do respectivo cargo, resulta em corporação terrorista quadrilheira com a Polícia Federal, Procuradoria Geral da República, Supremo Tribunal Federal, Tribunal Superior Eleitoral e Forças Armadas, num satânico enredo terrorista que envolve o povo nesse espetáculo de investigações e prisões, enquanto eles consolidam o “Projeto de Poder do PT de Comunizar o Brasil em 22 Anos.” Com tanta tranquilidade que Lula está em campanha eleitoral para Presidente do Brasil apresentando como plataforma de governo a sentença que o condena a mais de 9 anos de cadeia. Pois estão sempre se investigando, se acusando, se prendendo, porém, SEMPRE UNIDOS na manutenção do status quo da tirania oligárquica comunista fundamentalista corporativa transnacional terrorista de bandidos. Ou, fundada em que a Polícia Federal que não é de governo e sim da União não prende Michel Temer, mas se mantém submetida a ele, sabendo que é o bandido mentor, chefe e principal beneficiário o banditismo que assola o País? Fundada em que a Procuradoria-Geral da República que tem o encargo constitucional no art. 127 da Constituição de denunciá-lo à Justiça Militar e pedir a sua prisão, não o faz? Fundado em que o Supremo Tribunal Federal se mantém como orquestra regente da apologia ao crime na esfera máxima da fonte que jorra o estado marginal do Brasil? Pois a idoneidade natural de respeitabilidade, honradez e inteligência da criatura humana independe de regra externa ao seu instinto de sobrevivência para ela reagir em favor de si, dos seus e do seu meio ambiente. E, o princípio genético da sociedade legalmente organizada se compõe da coerência, da lógica e da lucidez,que o Direito chama de razoabilidade. Ou é coerente as Forças Armadas encarnarem a SOBERANIA DA NAÇÃO COMANDADAS POR UM APÁTRIDA, BANDIDO, TERROIRSTA, LADRÃO DO PAÍS? Se fosse, os militares não aprenderiam na escola:
DIGA-ME QUEM É O TEU COMANDANTE E TE DIREI QUE SOLDADO VOCÊ É.”
Também é escolar que:

Não se legaliza um sistema de poder iníquo com a covardia do povo que a ele se submete. ISSO CONDUZ À TIRANIA QUE FINDA POR HECATOMBE DE CIVILIZAÇÃO.

Logo, a CONVOCAÇÃO do povo às Forças Armadas, oriunda da INTERVENÇÃO CONSTITUINTE NO PROCESSO HISTÓRICO que elas devem efetivar, é legal, moral, democrática e militar.

2) DA LEGITIMIDADE.

     A legitimidade em sede de Processo Histórico no Foro de Soberania se confunde com a constitucionalidade na fusão meritória dos pressupostos e condições da reação de cidadania. Encurtando pauta pelo estado de apodrecimento generalizado da civilização brasileira exposto no corpo de delito do País, como o Exmo. Sr. Comandante da Aeronáutica informa: (O roubo da massa falida do País pelas modalidades de “ajuste fiscal,” “suspensão de investimentos públicos” e “contingenciamentos”) “afetou as operações aéreas, manutenção dos aviões e até causaram redução na frota destinada a proteger 22 milhões de quilômetros quadrados que estão sob responsabilidade do Brasil. A restrição financeira provoca até mesmo a redução do número de pilotos em atuação. Dos 1.300 pilotos que integram a Força Aérea atualmente, 300 não estão mais realizando atividades de voo por falta de dinheiro. Isso provocou uma queda de 30% nas decolagens dos aviões da Força. Outro grande problema é o sucateamento da frota de aeronaves.” E aprende-se na Escola que: “Um povo que sacrifica a sua soberania em favor do roubo dos cofres públicos para esbanjar, se prostituir, apodrecer sua civilização e aniquilar a sua espiritualidade não tem noção do que seja uma pátria e nem a merece. Suas Forças Armadas são capachos dos bandido que operam a decadência, indignas de respeito.
    E, como a Pátria está sem defesa, porque as Forças Armadas não têm provimento orçamentário no Governo, o povo também está sem foro de socorro no regime, porque, perante qualquer poder à qualquer autoridade, peticiona ao próprio bandido ou a protetor dele.Com a Constituição substituída por bandidos escondidos atrás de mandatos inventando leis para bandidos escondidos atrás da toga manter o terrorismo acordado como sistema de poder e a corrupção e roubo partilhado como forma de governo. Além disso, a vacância na Instituição da Presidência da República, como o estado de ideologismo, fisiologismo, mentira e analfabetismo misturado com marginalidade, imoralidade, cafajestismo e legalidade não resultarão legalizados por eleições em 2.018. Nem o crime organizado no governo deixará de se fortalecer apenas com a troca de lugares da bandidagem no poder. E, a História ensina que é por esse caminho que as grandes civilizações do passado desapareceram.
     517 anos de história construindo a sua vocação de liberdade que, por sua Constituição ESPIRITUALISTA, assegurada por um Estado RELIGIOSO, o povo brasileiro composto por 89.323.489 constituintes no colégio eleitoral de 141.824.607 está instalado em INTERVENÇÃO CONSTITUINTE NO PROCESSO HISTÓRICO em fundação meritória inquestionável e maioria democrática absoluta.

3. DA ESTABILIDADE.

     O Brasil nunca teve estabilidade nem política, nem econômica e nem social, porque nos seus 517 anos de história nunca conseguiu ultrapassar de um aglomerado colonial continental ocupado em miscigenar, extrair as riquezas naturais e explorar o espaço geográfico com pecuária, café, cana de açúcar e soja. A cada 20/25 anos fazia uma “revolução” verborreica sem consequências bélicas para trocar as oligarquias do poder e readequar a exploração da terra sem jamais ter empreendido um PROJETO DE CIVILIZAÇÃO que identificasse uma Pátria. Isso foi até a década de 1970 quando as Forças Armadas no poder instalaram o Brasil em canteiro de obras de construção da civilização que a vocação de liberdade do povo brasileiro projetava. Dividido em 3 etapas. A primeira de 1.964 a 1985 de construção física básica do País; a segunda, de 1986 2.014/2.016, de absorvimento do ideologismo marginal fundido com as oligarquias do poder que expurgaria o subdesenvolvimento da civilização brasileira pelo suicídio de poder que foi instalado em 2003 com o “Projeto de Poder do PT de Comunizar o Brasil Em 22 Anos” e imposto pela Lei nº 12.528 de 18.11.2011 e a transformação da Constituição em uma agenda de anotações dos interesses da bandidagem no poder.
     Então, agora, o POVO EM REAÇÃO DE CIDADANIA pela INTERVENÇÃO CONSTITUINTE NO PROCESSO HISTÓRICO está encerrando a História do Brasil de 1.500 a 2.017 e reinstalando ele no canteiro de obras que está em depredação desde 1.986, mas ainda resiste com bases capazes de suportar o PROJETO AMAZÔNIA em seu início.

A POSIÇÃO DAS TROPAS NO ACAMPAMENTO.

No momento, as Forças Armadas são confessas na posição de capachos da bandidagem no poder. E nessa situação, além de não valerem o que custam nem como capachos, resultam muito mais efêmeros do que a bandidagem comunista terrorista que é assumida e exposta.Pois, enrustidos na FARDA

 

resultam em posição humilhante que só os covardes, sem pátria, sem nação e sem família aceitam.
     Entretanto, a regra acusatória do Direito Penal as reúne com Michel Temer em sua organização de: bandidagem vagabunda no poder; bandidagem terrorista transnacional; bandidagem de campo, e bandidagem empresarial terrorista, e as salva como a corporação terrorista armada da tirania oligárquica comunista fundamentalista corporativa transnacional terrorista de bandidos, responsável perante a humanidade pelo extermínio de mais de 5 milhões de pessoas e de outras 16,1 milhões postas nos corredores de extermínio pela tortura do desemprego no País falido e destruído que as Forças Armadas do tempo que o Tnte. Brig. do Ar Nivaldo Luiz Rossato condena: “Existia uma herança, de nosso passado, de que as Forças Armadas seriam tutoras da nação, e assim foi por muito tempo. Mas elas não são mais,” deixaram em 1.985 entre as 8 maiores economias do mundo. E isto remete o povo brasileiro, pela soberania solidária que a Constituição institui, ao socorro humanitário que os países vítimas do terrorismo estão prontos à dar. E para cujo custeio, já está à disposição do povo brasileiro, UMA TONELADA DE OURO. E esta é a razão desta instalação das Forças Armadas no acampamento da INTERVENÇÃO DO POVO NO PROCESSO HISTÓRICO, cuja ausência das mesmas, dele, tipificará a posição das Forças Armadas em defesa do terrorismo fundamentalista comunista que está roubando o Brasil, massacrando o povo brasileiro e destruindo a Pátria dos brasileiros que abriga a humanidade toda na raça brasileira.Pois, só pelo rompimento das Forças Armadas com o comando supremo e autoridade suprema do Povo no exercício direto do poder em virtude da vacância na Instituição da Presidência da República esbulhada pela bandidagem comunista fundamentalista terrorista que se compõe na tirania oligárquica comunista fundamentalista corporativa transnacional terrorista de bandidos, poderão elas se fazer ausentes nesse acampamento que tem por finalidade a pauta aqui exposta, a qual a Constituição coloca à execução pelas Forças Armadas. Pois,
O BRASIL TEM UMA CONSTITUIÇÃO. E É POR ESSA CONSTITUIÇÃO QUE A HUMANIDADE O RECONHECE.

     E nela, o POVO NÃO PRECISA SABER SE AS FORÇAS ARMADAS ESTÃO DE ACORDO OU NÃO COM A CONVOCAÇÃO QUE LHES FOI FEITA. Pois, como pedagogicamente disse o Tnte. Brig. Luiz Rossato: “as forças armadas não tutelam a nação,” porque elas não são poder, mas sim, a FORÇA DO PODER QUE É O POVO, O QUAL ELAS EQUIPAM COMO O REVOLVER EQUIPA A PESSOA EM SUA CINTURA. E neste momento, O POVO AS PUXA DA CONSTITUIÇÃO E AS ACIONA CONTRA O INIMIGO TERRORISTA QUE O MASSACRA. SE ELAS NEGAREM FOGO, O SOCORRO HUMANITÁRIO SE LEGITIMARÁ POR SEGURANÇA DA HUMANIDADE TODA. E LEVARÁ À CORTE MARCIAL O QUE, À FINAL SOBRAR DOS TERRORISTAS APÁTRIDAS QUE SE LEVANTAREM CONTRA O POVO, NO ESBULHO DA FARDA.
     E, se o recolhimento do bandido terrorista apátrida Michel Miguel Temer Lúlia ao Hospital Militar foi consentido, abre precedente para que TODOS OS BANDIDOS AMONTOADOS NAS PENITENCIÁRIAS SEJAM SOCORRIDOS ALI, PORQUE ASSIM A CONSTITUIÇÃO INSTITUI PLEO DOGMA DA ISONOMIAESTANDO, POIS, INSTALADA A LEGÍTIMA DEFESA DA POPULAÇÃO CARCERÁRIA SOBRE AS FORÇAS ARMADAS, PELA TORTURA TERRORISTA DA DISCRIMINAÇÃO DE FORÇA MAIOR QUE LHES ESTÁ IMPOSTA.  Pois, no campo do banditismo a Constituição não diz que existem bandidos e bandidos; já que todos, igualmente, se produzem e se integram à tirania oligárquica comunista fundamentalista corporativa transnacional terrorista de bandidos.

DELEGAÇÃO DE COMPETÊNCIA.

    O POVO NO COMANDO SUPREMO E AUTORIDADE SUPREMA DAS FORÇAS ARMADAS NO CIDADÃO CELIO EVANGELISTA FERREIRA DO NASCIMENTO, delega competência técnica aos Comandantes da Marinha, Exército e Aeronáutica e Chefes de Estados Maiores e Estado Maior Conjunto, para a arregimentação das tropas e administração do Acampamento. Cuja, já foi requisitada em 23.08.2017 ao encargo do Exmo. Gen. de Ex. Antônio Hamilton Martins Mourão.  O acampamento consta do projeto anexo, já instalado perante o Governador, Secretário de Estado de Segurança Pública, Comandante Geral da Polícia Militar, Comandante do Corpo de Bombeiro Militar, Diretor Geral da Polícia Civil e demais órgãos do GDF.
     Na programação do Acampamento alusiva aos 30 anos da Assembleia Nacional Constituinte e aos 29 anos da promulgação da Constituição, a nação prestará homenagem de desagravo da Lei terrorista nº 12.528 de 18.11.2011, às Forças Armadas nos efetivos do Centro de Instrução de Blindados General Walter Pires, originário da Companhia de Carros de Assalto (1921) do Cap. Carlos Flores de Paiva Chaves. Para cuja cerimônia, a representação do CIBWP deverá estar presente no palco de cerimônias do Acampamento, com três blindados, simbolizando o passado, o presente e o futuro do povo brasileiro em suas Forças Armadas.
      O POVO no comando supremo e autoridade suprema das Forças Armadas recomenda a prisão do meliante Michel Miguel Elias Temer Lúlia, por esbulho do Hospital Militar, como ele esbulha a Instituição da Presidência da República. O não atendimento, sem esclarecimento das causas constitucionais que o fundamentem tipificará declaração de fusão das Forças Armadas com a bandidagem comunista terrorista no massacre da nação, em continuidade contra ela.
     Pois, o Senado Federal e a Câmara dos Deputados com o Supremo Tribunal Federal e a Procuradoria-Geral da República não suplantam, não substituem e nem suprem a Constituição. Mas, contra ela, tipificam-se CORPORAÇÕES TERRORISTAS QUADRILHEIRAS imputáveis pelo corpo de delito do País retratado pelas diversas operações policiais que o registram.

Quartel General do Exército – SMU, Brasília/DF, 26 de outubro de 2.017
celio evangelista ferreira do nascimento - (61) 98238-2415
na representação constitucional do povo no comando supremo e autoridade suprema das Forças Armadas
Forças Armadas - Polícia Federal - Polícias Militares - Polícias Civis - Agentes Penitenciários - Ministério Público Federal – Ordem dos Advogados do Brasil – Justiça Federal

Leia mais ...

Quase lá....

Publicado em Comunicados

Falsificação. China. Chineses. "intervencionistas". Acampamento em Brasília. Arapuca na Constituição. Corte Marcial. A Pátria. Bônus.  Intervenção Constituinte.


1. Na China tudo é falso e falsificado. Até os chineses. Mais de 70% da nova geração de chineses é de inseminação artificial. Em cujo mercado temos "empresas" brasileiras que "coletam sêmen para vender para china." o sêmen tem de ser de homens altos, fortes, claros e que tenham alguma semelhança com os orientais. O objetivo dessa falsificação biológica era " exterminar aquele modelo chinês baixinho, feio, deprimido, substituído por pessoas altas, fortes e belas." o projeto também objetivava, é claro, uma geração de soldados desencatruzados (**). Tudo o que vem da china é falso, falsificado e não presta. Ás vezes, o objeto se desmancha no caminho antes de chegar com ele em casa, e em média dura 3 meses o que é de longa duração. Será que os chineses falsificados são diferentes? Estamos prestes a verificar isso. ** não corcundas, não entortados, não encurvados.

2. O nosso vídeo instalando o acampamento da intervenção em Brasília está tão longe dos 89.323.489 constituinte que não querem a comunização do Brasil, como a lua da terra. Se permanecer nisso, a intervenção apresentará na História do Brasil a primeira geração de brasileiros sem compromisso com a população que está aqui. E isto poderá ser muito ruim para essa mistura de oligarquias magnatas com bandidos vagabundos que assaltaram o poder pelo foro de são paulo com o estado islâmico através do bolsa família, seguro desemprego, bolsa prostituição e do apodrecimento moral da nação.

3. De hoje até o dia que o temer for preso estarei em vídeo esclarecendo a população sobre a INTERVENÇÃO. O dia da prisão do Temer está sendo mantido embrulhado no enredo dos "acampamentos" e "movimentos em Brasília." Apenas as autoridades com investiduras que ainda permitem o povo as considerar como tais, estão sendo informadas.

4. Me perguntaram in box se eu conheço a China. Não a conheço. Já estive lá mais de uma vez a trabalho duro e perigosíssimo. Mas, em razão da responsabilidade penal que me pesa na profissão que tenho, quando informo alguma coisa tenho todas as provas em arquivo. E aproveito para dizer da minha gratidão à dra. Liu Pinn pelo tanto que ela me ensinou sobre genética humana, engenharia demográfica, fórmulas dissimuladas de controle de natalidade, geografia genética e miscigenação. A dra. Liu é uma cientista incomum.

5. Como já mencionei aqui, Brasília sofrerá um choque de qualidade constitucional promovido pela competência, patriotismo, nobreza, inteligência e serenidade do povo brasileiro.

6. Temos acordos de interesses bilaterais com a China, como temos com outros países. Porém sem nenhum tipo de vínculo que fragilize a nossa soberania. E toda e qualquer alienação de bens nacionais ou negócio que tenha sido feito com a China ou com chineses pela bandidagem comunista terrorista que começarão ser presos e julgados em breve, serão avaliados e, se não forem favoráveis aos interesses soberanos do povo brasileiro, serão desfeitos.

7. Acho engraçado os intervencionistas. Parecem bandos de periquitos em roça de milho. Cada bando tem seu alarido, dentro da mesma limitação da espécie se expressar. E desde que eu promovia a primeira manifestação da nação contra o "socialismo monetarista de estado sem economia" no dia 17.7.2013, para satisfazer a União Européia, a picaretagem tupininquim se mantém alvorotada com o tema "intervenção" explorando os incautos e vivendo de "oferendas.". Me contam que tem "intervencionistas" que compraram carrões, casas, e se mantém ativos contra a intervenção constituinte no processo histórico, que é um procedimento institucional iniciado em 2.004 por mim, sustentado nas Forças Armadas. É desse meio que vem toda a execração e maledicência contra mim. Cuja, não me ocupa porque o grau de integridade que a intervenção constituinte que patrocino impõe não me permite descer à latrina para sair dela dizendo: “ali só tem estrume mesmo”. Eu
empanaria o tributo de insuspeitabilidade e nobreza das Forças Armadas, Polícia Federal, Polícias Militares, Procuradoria Geral da República, Polícias Civis, Agentes Penitenciários, Ordem dos Advogados do Brasil e Justiça Federal que se compõe na INTERVENÇÃO CONSTITUINTE comigo.

8. Minhas queridas e meus queridos autores da reação de cidadania contra o "projeto de poder do pt de comunizar o brasil em 22 anos" que se transformou na tirania oligárquica comunista terrorista de bandidos que rouba o país, massacra a nação e destrói a Pátria, o Alexandre vai me passar os valores e dados de vocês para fazermos a remessa dos recibos e/ou Bônus da INTERVENÇÃO certificando as vossas contribuições com o acampamento da Nação em Brasília, para iniciar o expurgo da bandidagem comunista terrorista do poder com a reintegração da instituição da Presidência da República à União, prisão dos meliantes que a esbulham e posse do cidadão que sagrar-se com a estatura de estadista que a missão impõe, no cargo de Presidente da República, vago desde 1º de janeiro de 2.015. Estamos nos aproximando desse evento. E até que ele aconteça, temos de nos manter acampados nas ocupações respectivas que são muitas e muito pesadas. Eu, em especial, vos agradeço comovido, porque assinarem comigo o procedimento interventorial que está encerrando a História do Brasil de 1.500 a 2.017 foi tudo o que a vida poderia me oferecer de estimulante para que eu deixe aqui o meu rastro de hombridade-honradez-caráter a dizer para as gerações futuras que sejam íntegras, patrióticas e responsáveis como as pessoas que ficarão no memorial da intervenção estão sendo. E a vossa gloria que vos fará cultuados pelo séculos à fora se prende ao fato de que, assim sois porque acreditam que a pátria é eterna e que os vossos descentes estarão sempre sobre ela. E ensinado que a natureza cria bilhões de pessoas para desfrutarem do mundo, mas Deus manda apenas algumas para construí-lo. E quisera o destino que eu esteja neste glorioso momento entre vos como vosso primeiro serviçal. Os bônus serão resgatados pelo tesouro nacional assim que a vacância na Presidência da República esteja consolidada. Uma fotocópia de cada recibo a ser resgatado fica arquivada no Tesouro Nacional para conferência com os originais quando for apresentado o processo de cobrança.

9. Já me censuraram pelo foro privilegiado que criamos na constituição. Ainda não posso explicar. É uma arapuca que está em franco estrebuchamento do comunismo terrorista tupininquim. Dentro de mais alguns dias vou poder contar sobre o foro privilegiado. E todos abençoarão a gente. O posicionamento do Presidente Trump sobre relações militares do Brasil com a China tem por objetivo o apoio do mundo livre à instalação da Corte Marcial pela INTERVENÇÃO CONSTITUINTE. Fiquem tranqüilos que tudo vem sendo profundamente pensado desde 1970.

10. Quando a convicção é profunda e abrangente o discurso é lacônico.

11. Já tenho de apresentar agradecimentos ao exmo. Sr. Secretário de Segurança Pública de Brasília/DF e ao exmo. Sr comandante da Polícia Militar. A Nação vos abençoa.

12. Me informaram que alguém de um organismo de repressão de Brasília disse que: "para tratarmos amigavelmente do que a intervenção está fazendo em Brasília tem de mudar o código penal." a resposta é lacônica: naquilo em que o código penal confrontar a constituição ele é inconstitucional e prevalece o povo com esta. Como isto é princípio universal de direito público que nenhum membro do aparelho repressor do estado pode desconhecer, recomendamos ao respeitável assalariado público mais alguns anos de escola. Porque, fora do que o povo colocou às instituições e não à bandidagem terrorista que as esbulham constituição manda que se resolva na bala.

13. Sai cada erro de ortografia nestas minhas postagens que, se me denunciassem na Academia de Letras que me acolhe, eu seria o primeiro a votar pela minha eliminação. Desculpem.

14. Agradeço à bandidagem terrorista no poder pelo respeito que têm mantido comigo. E principalmente pela estratégia de me ignorarem mesmo que não consigam esconder o medo que está levando todos à completa insensatez com Michel Temer que, finalmente, encontrou o povo brasileiro pela frente. E, lógico que, em sendo o povo o autor da melhor Constituição do mundo, não viria com "especialista em direito encotrado na rua." e nem com "jurista meio mastro" mas, com quem sabe o que diz, não precisa de "docentes formados em direito do estado" e nem de "economistas" incapazes de apresentar um projeto empresarial para o país que absorva a sua força de trabalho. Eu sou tudo num só profissional o que a intervenção constituinte no processo histórico exige. E quem quiser testar me desafie. Logo, saberei ser respeitoso com a bandidagem terrorista na prisão, sem lhes prometer melhor hospedagem do que a que eles dão a 638 mil companheiros seus que, no banditismo de campo lhes ajudam implantar a tirania oligárquica comunista terrorista. Como são assassinos de mais 5 milhões de brasileiros e brasileiras, e como são ladrões responsáveis pelo roubo do pais de mais de R$ 36 trilhões, e são apátridas responsáveis pela destruição da Pátria até reduzí-la a uma massa falida irrecuperável, que só nos corredores de extermínio do trânsito mata 53 mil pessoas por ano. Nessa situação, evidente que não serei misericordioso, mas lhes fixarei a pena com respeito. Se eu estiver na corte marcial.

15. Tô usando todas as minhas feições de guerra porque este é o meu último desempenho de campo. Se não aparecer outro, vou ter de enfrentar ainda os primeiros momentos do segundo tempo da intervenção, que serão 5 anos para colocar o Brasil em ordem e recuperar a vocação de liberdade do povo brasileiro ao progresso para qualidade de vida. Se isso ocorrer, assim que terminar a tarefa vou correndo pra casa. Se aparecer alguém, vou viver uns momentos pra mim que só vivi até os 5 anos de idade quando papai fez um cercado lá na fazenda só para eu brincar alí dentro sem nenhum tipo de perigo. O espaço era grande; havia até uma mata e uma cachoeira dentro. Eu, praticamente vivia dentro dela, depois disso, não vi nem minhas filhas crescerem e desde agosto de 2.007 não sobrou mais tempo pra mim. É verdade que tenho meu jeito de ser feliz, mas eu gostaria de andar por ai misturado com o vento, os insetos, os pássaros e os bichos. Todos me querem bem. Não esqueço da maezinha quero-quero que me mostrou seu ninho com 4 avinhos lá no serrado perto da procuradoria-geral da República.sou apaixonado pela minha Brasília que eu vi nascer. Agora está uma senhora garbosa, ainda bastante bela. Gostaria de andar por ai, mas se não der, estarei feliz do mesmo jeito.

16. Agradeço a natureza pela exata estatura de homem que ela me deu. E a Deus por ter me mantido criança nela.

17. Tenho muita dificuldade para me sentir adulto, por isso, sou um guerreiro para viver brincando de gente grande.

18. Olhei e vi quase 5 mil visualizações em uma das minhas prosas e quase três mil na outra. E então, me transportei para o momento da humanidade de sodoma e gomorra quando os anjos enviados por Deus para destruir aquela civilização de muitos milhões de pessoas, e Abrahão intercedeu por aqueles povos pedindo-lhe: "Senhor se houverem 5 pessoas ai que são íntegras diante de ti, você as destruirá com as outras?" Deus lhe respondeu: "por amor a essas cinco pessoas esses povos inteiros seriam poupados." mas havia alí apenas Ló e suas duas filhas, que Ele os expulsou do seio da tragédia. A lição nos ensina o que eu aprendi também nos laboratórios de inteligência e a vida me confirmou que é verdade: que a natureza cria bilhões de pessoas para desfrutarem do mundo, mas Deus envia apenas algumas para construí-lo. Então, aquele momento se repete de novo tendo o povo brasileiro no seio dos povos como protagonista. E nele, não somos a metade da Nação, nem um terço, nem um quarto dela, mas somos mais de 3 mil, 5 mil nesta página, que não estamos sofrendo a fome, a doença, o desemprego, a insegurança, o desabrigo e a desesperança, porque aprendemos nos administrar na desgraça, mas ouvimos o clamor da Nação desempregada, insegura, doente, faminta e desesperada e sentimos em nossa alma o seu gemido de dor. Muita dor!!! 94 pessoas assassinadas por dia nos corredores de extermínio do sus; 174 pessoas assassinadas por dia no arraial do banditismo de campo; 88,9% da população doente por estresse, depressão, medo e preocupação, com 1 canceroso em cada 3 pessoas diagnosticadas. E não clamamos a Deus, porque o problema é nosso e Ele não concorreu em nada para o mesmo. Mas, nos levantamos, em reação de cidadania, dentro da lei, da legitimidade e da necessidade e quase invisíveis pelo nosso pouco volume de gente, desprezados pela nossa insignificância e combatidos pelo nosso atrevimento, atraímos a atenção de Deus para a tragédia brasileira e Ele, por amor de nós, livrou toda a Nação. Pois, sem mudarmos de número e de poder, estamos acampado no coração da República fazendo a reintegração da instituição da presidência da república à união, promovendo a prisão de michel temer e suas quadrilhas e corporações terroristas e preparando a posse do cidadão que, diante de Deus merecer a confiança do punhado de brasileiros que, por amor deles, Deus poupou o povo brasileiro da hecatombe terrorista que o apodrecimento político, moral, escolar, intelectual e espiritual da nação havia construído aqui. Obrigado minhas amigas. Obrigado meus amigos por vocês fazerem de mim a vossa testemunha na História, como aqueles três anjos fizeram de Abrahão a testemunha do jeito de Deus ser justo.

19. Se tiver uma advogada em Brasília que queira fazer nome profissional respeitado no país, me telefone: (61) 98238-2415.

Leia mais ...

Alvará

Publicado em Comunicados

"...OS MEMBROS DA NAÇÃO QUE CHEGAREM SERÃO AGASALHADOS NOS ACAMPAMENTOS DE GUERRA QUE ESTÃO SENDO PROVIDENCIADOS, sob disciplina militar, porque, QUEM RESPONDE PELA RESPECTIVA SEGURANÇA SÃO AS FORÇAS ARMADAS,..."


 

com o art. 91 inc. VIII da Constituição, no Colegiado Constituinte, composto dos Comandantes Superiores da Marinha, Exército e Aeronáutica; com personalidade jurídica instituída no art. 2º e arts. 18, 20, 21, 22 da Constituição, na UNIÃO FEDERAL,CNPJ29.979.036/0001-40, sediada no Palácio do Planalto, Praça dos Três Poderes, Brasília/DF,   em FORO DE SOBERANIA pelo exercício direto do poder nos termos do art. 1º incs. I,II e Parág. único, com o art. 4º incs. I, II, III, VIII, o art. 5º caput e incs XLIII, LXXIII, §§ 2º e 3º, com o art.37 caput, o art. 84 inc. XIII,com o art. 142 e o art. 80 com o art. 91 inc. VIII, mais o art. 144 caput e inc. I, § 1º, da Constituição, que recepcionam o art. 1º com o art. 5º n. 1, o art. 10º n. 1, 2 da Convenção Americana Sobre Direitos Humanos, o art. 2º com o art. 21 n. 1 da Declaração Universal dos Direitos do Homem, a Resol. do CS/ONU n. 1.373 de 28.09.2001, e faz aplicável o art. 6º com o art. 8º da Carta Democrática Interamericana, e o art. 55 c, da Carta da ONU, com o Decreto n. 5.639 de 26.12.2005, e o Decreto n. 4.388 de 25.09.2002, face estar presente nocorpo de delito do PaísRAZÃO DE ESTADO, CRISE INSTITUCIONAL DE ESTADO, ASSALTO AO PODER PELO FORO DE SÃO PAULO, FALÊNCIA DO PAIS e CAOS SOCIAL, que rompeu o Estado Democrático de Direito na fusão do voto com a bala no mandato-patentes de Presidente da República e extinguiu eficácia à Magistratura de Estado desprovendo o Processo Histórico de regência institutiva e dando emersão ao povo em reação de cidadania como equipamento constituinte de autodefesa da Constituição e de legitima defesa social, política, econômica e histórica da nação, instrumentalizado com a INTERVENÇÃO CONSTITUINTE NO PROCESSO HISTÓRICO, instaurada, recebida, aceita e homologada pelos poderes constitucionais, instituições e entidades públicas, no procedimento constante dos PROTOCOLOS: STF Pet142098/08.10.2008,STF 0038341, 29.2.2012, PR CODIN/POT/19.02.2012;SF29.02.2012;SF17.07.2012; SF11.06.2012 STF; PGR CD PR SFCFA 117.419 29.0201230.05.2012, 10.10.12;DPF/MS 08335.025373/2012-65 27.11.2012; DPF/MS 335.005016/2013-61 28.01.2013; PO 1300820-7.2.2013/ACFA:DPF/DF 08001.08335.0032 35/2002-5; 08001.008976/2012-74;08001.014173/20 12-59 –COGER/DPF;08200.008079/2013-03;08200.008592/2013-96;DPF/CEVEL-R 02.05.2013;MPF/MS-00000744/2014; PR-MS-00019658/2013. PR-MS-00000744/2014–07443 /201400007787/2014R 02.05.2013;MPF/MS- 0000744/20 14; PR-MS-00019658/2013. PR-MS-00000744/2014–000 07 443 /201400007787/2014A.D. SF 15492345 1 BR; MPE/MS-PGJ – 043779-2/2; 018742-2/2019223-2/2M;CD 006198- 30.9.13;SPF 08335,006262/ 2014-11; PGR 00001654/2014;PGR 0007443PR 04.09.2013; PR JG 642440674BR STF AR-J6603237679BR;PF 08335.018120/2014-05; PGJ 022451-2/2; 022450-2/2 022450-2/2;018742-2/2; 019223-22/, 01237180;151113 1403 67; 01238632-1; 10123 1355; 11988/2014, 01237180;151113 1403 67; 01238632-1; 10123 1355; 11988/2014, PGR 10058/2014. STF SF 82200437/2014;STF PE 6197258220; ACFA PE 513259353JH; STF PE 513269996JH; STF PE 619725820JH; PRM-CAC-PR 10058/2014; PR PRM-CAC-PR 00010318/2014,para: RECUPERAR A SUA VOCAÇÃO DE LIBERDADE; RESTAURAR O ESTADO DEMOCRÁTICO DE DIREITO; RESTABELECER A UNIDADE DA NAÇÃO; REENCAMINHAR O PAIS PARA O TRABALHO e RECONSTRUIR A SOBERANIA DO BRASIL; tendo por objeto abrangencial a instalação do Brasil pelo PROJETO AMAZÔNIA – Soberania, Poder e Riqueza pelo caminho da roça, que traz a ECONOMIA TRABALHISTA EDUCATIVA pelo COOPERATIVISMO DE ESTADO composto de iniciativa privada e governo, campo e cidade, empreendendo o trinômio patrimonial originário:HOMEM-TERRA-NATUREZA para o PROGRESSO visando QUALIDADE DE VIDA;   pelo COMANDO DA INTERVENÇÃO formado do cidadão Celio Evangelista Ferreira do Nascimento,brasileiro, jurista, título de cidadania outorgado pelo art. 14 inc. II, b, da Constituição, cadastro eleitoral nº 0038.4759.0647/Brasília-DF, filiação partidária 011745991910/PMDB,  CPF nº 198.285.009-49, RG 788947/MS, endereço operacional no Quartel General do Exército – SMU, Brasília/DF;  endereço de expedientes: telefone 61 98238-24.15, as Forças Armadas, Polícia Federal,Policias Militares, Polícias Civis, Agentes Penitenciários, Ordem dos Advogados do Brasil, Ministério Público Federal, Justiça Federal e lideranças da nação, NO COMANDO SUPREMO E AUTORIDADE SUPREMA DAS FORÇAS ARMADAS, por esta

COMUNICAÇÃO INTERVENTORIAL DE CIDADANIA.

Esclarece a esse aglomerado governamental gramscista que não se enquadra no “Decreto nº 35.816/14” e nem se amolda ao “Núcleo de Planejamento e Controle de Eventos (NUEV);” e nada tem a ver com ‘CIOSP” ou qualquer outra INVENCIONISSE DE ANINHAMENTO DE IDEÓLOGOS NOS COFRES PLÚBLICO, com que a TIRANIA OLIGÁRQUICA COMUNISTA-GRAMSCITASFUNDAMENTALISTA TRANSNACIONAL CORPORATIVA TERRORISTA DE BANDIDOS inchou o Estado 9,8% maior do que a iniciativa privada, deu aumento de 1.638% ao banditismo de campo, assassinou mais de 5 milhões de pessoas e faliu o Brasil. E por isso, a ASSEMBLÉIA INTERVENTORIAL DO POVO NO EXERCÍO DIRETO DO PODER NA PRAÇA PÚBLICA DOS TRÊS PODERES na cidade de Brasília/DF, que iniciou a partir do dia 17 de outubro de 2.017 sem dia determinado para encerrar, não se abrange nas instruções da “Secretaria de Estado de Segurança Pública e Paz Social do DF.  A seguir:

1) Protocolar ofício no Núcleo de Planejamento e Controle de Eventos (NUEV), dirigido ao Subsecretário da SIOSP/SSP, com antecedência mínima de 30 (trinta) dias da data de realização do evento (Decreto nº. 35.816/14). Baixe aqui: http://www.ssp.df.gov.br/images/Siosp/ANEXO%20III%20-%2035.816-14.docx No ofício deverá ser informado: Data, hora, local e programação do evento;- Nome do responsável, CPF e RG;- Telefone de contato e informações referentes ao público;- Logística e necessidades em termos de segurança pública para a sua realização.- No caso de grandes eventos, apresentar projeto básico atestando as condições necessárias de segurança e as medidas de prevenção contra incêndio e pânico, contendo croqui de localização, detalhando os espaços, indicando sala de coordenação, acessos, saídas, palco ou palanque, acomodação, posto de atendimento médico, recinto para pessoas extraviadas, bares, sanitários e pontos de carga e descarga.3) Apresentar cópia do RG, CPF, comprovante de residência e, ainda, no caso de pessoa jurídica, apresentar comprovante de inscrição no CNPJ.4) No caso de necessidade de isolamento de via pública (residencial), deverá apresentar abaixo assinado dos moradores e comerciantes diretamente atingidos pela realização do evento.5) Em caso de procurador, apresentar procuração dando poderes para representar o promotor do evento junto à Secretaria de Estado de Segurança Pública do Distrito Federal.6) No caso de eventos esportivos em via pública, deverá ser encaminhado croqui do percurso e autorização da respectiva federação da modalidade do evento (art. 67, inciso I do CTB) e, ainda, a obrigação de sinalizar a via será do responsável pelo evento (art. 95, § 1º do CTB);7) No caso de manifestações públicas, deverá ser observado o prescrito no Decreto  nº 26.903, de 12 de junho de 2006, devendo o promotor do evento comparecer à Secretaria de Estado de Segurança Pública, no prazo mínimo de 03 (três) dias úteis antes da realização do evento, onde será notificado sobre os procedimentos e obrigações legais inerentes ao exercício do direito de manifestação;8) Os itens acima são de caráter obrigatório para o protocolo do evento e sua realização no âmbito do Distrito Federal;9) Maiores informações poderão ser colhidas pelo telefone: 3441-8695 ou email: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo..”

Por isso, no dia 11.09.2017, como titular constituinte do comando supremo e autoridade suprema das Forças Armadas, o POVO EM FORO DE SOBERANIA NA CONSTITUIÇÃO  CONVOCOU  a Polícia Militar, e o Corpo de Bombeiros Militar do Distrito Federal como forças auxiliares e reservas do Exército que são, para integrá-lo nas Forças Armadas na ASSEMBLÉIA INTERVENTORIAL DO POVO NO EXERCÍO DIRETO DO PODER NA PRAÇA PÚBLICA DOS TRÊS PODERES, quando esta lhes anunciasse a sua instalação que foi notificada a Vossas Excelências no dia 04.10.2017 e perante vós instalada no dia 17.10.2017, informando que, dada a natureza constitucional  da  reunião da nação na Cidade de Brasília/DF, escolhida por sediar a TIRANIA OLIGÁRQUICA COMUNISTA-GRAMSCISTA  FUNDAMENTALISTA  TRANSNACIONAL  CORPORATIVA  TERRORISTA DE BANDIDOS, a qual instalou o POVO EM REAÇÃO DE CIDADANIA pela INTERVENÇÃO CONSTITUINTE NO PROCESSO HISTÓRICO promovida através dos poderes constitucionais perante a Corte Constituinte, constante dos protocolos referidos no cabeçalho deste. E, neste momento chegou à sua culminância democrática  com a PAUTA INTERVENTORIAL  informada no Ato de Cidadania protocolizado a Vossas Excelências no dia 17.10.2017.

Assim, não se trata de “evento; ” não se trata de “manifestação;” não se trata de “protesto;” não se trata de nenhum tipo de arruaça das que a baderna ideológica comunista-terrorista instalou no Brasil a partir das “Diretas Já,”que o saudoso presidente João Figueiredo promoveu inaugurando curso à “anistia ampla, geral e irrestrita” que tinha por escopo absorver a bandidagem comunista terrorista fundidos com as oligarquias do poder na baderna política à qual o “Ideário da Revolução de 64” devolveu o Brasil para que a civilização brasileira resultasse expurgada desse subdesenvolvimento que a acorrentava, pelo suicídio de poder que se instalou com o “Projeto de Poder do PT de Comunizar o Brasil Em 22 Anospelo crime organizado no governo, operado por gangues políticas e gerido por corporações terroristas, e se efetivou com a Lei terrorista nº 11.528 de 28.11.2011 que restabeleceu o status quo anteda “Revolução de 64” e rompeu o Estado Democrático de Direito na fusão do poder político com a força militar no mandato/patentes do Presidente da República, extinguindo vigência à Magistratura de Estado e desprovendo o Processo Histórico de regência institutiva, por atentado terrorista contra a Constituição aos arts. 8º e 9º do ADCT que recepcionavam a Lei nº 6.683 de 28.08.1979, e substituiu a ordem jurídica e o regime democrático por bandidos escondidos atrás de mandatos inventando leis, para bandidos escondidos atrás da toga manter o terrorismo acordado como sistema de poder e a corrupção e o roubo como forma de governo; com a nação sequestrada em seus lares e locais de trabalho sob extermínio pela tortura terrorista do medo, insegurança pública, insegurança jurídica, insegurança econômica e insegurança nacional; sem foro de socorro no Regime, porque, em qualquer poder, perante qualquer autoridade, peticiona ao próprio bandido ou a protetor desse. Em cuja operacionalidade, o mundo estarrecido, assiste a modalidade de roubo da massa falida do País pela invencionice da bandidagem terrorista no poder de “denunciar o temer em duplicidade de fórum como “presidente da República;” em cujo espetáculo macabro, com a primeira “denúncia” realizaram um assalto ao País de mais de R$ 15 bilhões, e, na segunda, já anda superando isso.

          Dessa situação emergiu o POVO EM FORO DE SOBERNIA NO COMANDO SUPREMO E AUTORIDADE SUPREMA DAS FORÇAS ARMADAS para, em reação de cidadania pela INTERVENÇÃO CONSTITUINTE NO PROCESSO HISTÓRICO fazer 1) a recuperação da sua vocação de liberdade; 2) restaurar o Estado Democrático de Direito; 3) restabelecer a unidade da nação; 4) reencaminhar o País para o trabalho; 5) reconstruir a soberania do Brasil perante o mundo. Em cujo empreendimento constitucional, tem de fazer a reintegração da Instituição da Presidência da República à União, que implica na prisão dos meliantes que a esbulham, e posse no cargo de Presidente da República vago desde o dia 1º de janeiro de 2.015, ao cidadão que sagrar-se na INTERVENÇÃO, com a envergadura vocacional, história pessoal e intelectual que a missão impõe.

        Por isso, a Constituição aparelha o POVO DAS FORÇAS ARMADAS na fusão do voto com a bala no mandato/patentes do Presidente da República, que não existe mais desde o dia 1º de janeiro de 2.015 quando o Foro de São Paulo com o Instituto Lula, José Dias Toffoli e a Procuradoria Geral Eleitoral assaltaram o poder através do pleito eleitoral terrorista realizado com dinheiro roubado da Petrobras, BNDES, Eletrobrás, Eletronuclear, Cofres Públicos e do povo, com o qual fabricaram o mandato para Dilma nas urnas eletrônicas e o refabricaram para Temer na Câmara e Senado com o Supremo Tribunal Federal. E, nesta SITUAÇÃO CONSTITUCIONAL que o POVO  se instalou em ASSEMBLÉIA INTERVENTORIAL CONSTITUINTE NA PRAÇA PÚBLICA DOS TRÊS PODERES NA CIDADE DE BRASÍLIA/DF, para, reunido nos poderes constitucionais com a bandidagem oligárquica comunista terrorista que os usurpa por mandatos, investiduras, funções e cargos,não como inimigos e a se enfrentarem pela violência, e sim, comoNAÇÃO EM EQUÍVOCO DE CIVILIZAÇÃO, do qual precisa sair para continuar sobrevivendo como POVO no concerto humano planetário. Em cujo propósito a ASSEMBLEÍA INTERVENTORIAL está empenhadíssima, com desassombro, coragem e determinação inegociável, mas regida por compreensão, espírito de fraternidade humana e unidade nacional. Fazendo as hostes do poder que é momento da nação, em sua totalidade, compreender que o equívoco político que a prostra é próprio das grandes civilizações; em cujo rol, a CIVILIZAÇÃO BRASILEIRA DESPONTA COMO A MAIOR DE TODAS, TANTO PELO SEU GIGANTISMO ECONÔMICO COM UM PATRIMÔNIO DE US$ 243 TRILHÕES AINDA PARA SER EMPREENDIDO, NUM TERRITÓRIO QUE COMPORTA MAIS 800 MILHÕES DE PESSOAS E FORÇA DE TRABALHO PARA PRODUZIR OS SUPRIMENTOS QUE A HUMANIDADE JÁ PRECISA, COM 31,7% DA POPULAÇÃO MUDIAL COM DINHEIRO E SOFRENDO CARÊNCIAS POR NÃO TER OS SUPRIMENTOS VITAIS À SOBREVIVÊNCIA DÍGNA.  Experimentamos o comunismo em todas as suas formas, até na fusão dele com o banditismo comum e o terrorismo e chegamos à tragédia de civilização que está dizimando igualmente massacrados e massacradores no estado de guerra convulsional de massacre terrorista da nação, que, pelo modelo político implantado de 2.003 para cá, com o “socialismo monetarista de Estado sem economia,” descamba para uma guerra civil encarniçada que nos levará a uma hecatombe de civilização de consequências imprevisíveis.

          Este é, pois, o objetivo do POVO REUNIDO EM ASSEMBLEIA NACIONAL em Brasília, desde o dia que informou a Vossas Excelências. Sem público na rua, porque os efetivos presentes cabem dentro dos abrigos privados em que estão. Todavia, o desespero da nação é geral. E, ao saberem da reunião, caravanas de todos os cantos do território nacional estão notificando o COMANDO DA INTERVENÇÃO aqui instalado que virão para cá. Então, como todos nós sabemos da dificuldade financeira da nação que não habilita a população se hospedar em hotéis e fazer as reuniões em centros de convenção e auditórios alugados, sobrou a PRAÇA PÚBLICA, RESERVADA NA CONSTITUIÇÃO PARA ESTES MOMENTOS DA NAÇÃO.  E daí a única forma de abrigar os visitantes, é o ACAMPAMENTO NA PRAÇA PÚBLICA DOS TRÊS PODERES como foi notificado a Vossas Excelências. E como Brasília É PROPRIEDADE DA NAÇÃO em grau de PATRIMÔNIO DA HUMANIDADE  que garante à nação brasileira o SOCORRO HUMANITÁRIO que a SOBERANIA SOLIDÁRIA estabelece, OS MEMBROS DA NAÇÃO QUE CHEGAREM SERÃO AGASALHADOS NOS ACAMPAMENTOS DE GUERRA QUE ESTÃO SENDO PROVIDENCIADOS, sob disciplina militar, porque, QUEM RESPONDE PELA RESPECTIVA SEGURANÇA SÃO AS FORÇAS ARMADAS, PRIMEIRAMENTE, PELA POLÍCIA MILITAR E CORPOS DE BOMBEIROS, E, EM NECESSIDADE DE MAIOR SUPRIMENTO, POR ATIRADORES DE ELITE, FUZILEIROS NAVAIS E PARAQUEDISTAS.  Sob o comando supremo e autoridade suprema do povo no seu cidadão Celio Evangelista Ferreira do Nascimento que patrocina a INTERVENÇÃO CONSTITUINTE NO PROCESSO HISTÓRICO desde 2.004 quando instaurou a reação de cidadania da nação com as CPIs dos Correios e do Mensalão em 2.005.

          Por humildade e oferta de fraternidade nacional, informa que a PESSOA RESPONSÁVEL PELA REUNIÃO DA NAÇÃO É O POVO EM FORO DE SOBERANIA NA UNIÃO FEDERAL com personalidade jurídica instituída no art. 2º e arts. 18, 20, 21, 22 da Constituição,e CNPJ29.979.036/0001-40, sediada no Palácio do Planalto, Praça dos Três Poderes, Brasília/DF, ora personificada PELO POVO NA POLÍCIA FEDERAL no art. 1º incs. I, II e Parág. único com o art. 144 caput e inc. I, º 1º da Constituição face à vacância no cargo de Presidente da República e ao esbulhado da Instituição pelos meliantes Michel Miguel Elias Temer Lúlia, Rodrigo Maia e Eunício de Oliveira. De maneira que, NADA SOBRA AOS CUIDADOS DO EMARANHADO BUROCRÁTICO DO GOVERNO DISTRITAL, QUE INTEGRA A TIRANIA OLIGÁRQUICA COMUNISTA-GRAMSCISTA TRANSNACIONAL CORPORATIVA TERRORISTA DE BANDIDOS empenhados em roubar o País, massacrar a Nação e destruir a Pátria. E por conseguinte, face ao corpo de delito do País e o estado policial dos respectivos efetivos do poder, que assim o comprovam, o GOVERNO DO DISTRITO FEDERAL, COMO QUALQUER OUTRO DA FEDERAÇÃO, NÃO TEM A LEGITIMIDADE MORAL QUE É DÓGMA DO PODER DE COAÇÃO NO ART. 1º INC. III COM O ART. 5º CAPUT E O ART. 15 INC. V E O ART. 37 CAPUT E § 4º COM O ART. 15 INC. V, ART. 85 INC. V E ART. 101, além dos outros,  DA CONSTITUIÇÃO. Lembrando que Constituição não é código dispositivo de aplicação coativa, e sim, CARTA DOGMÁTICA DE EXECUÇÃO INSTITUTIVA. E como tal, é contextual normativa e não dispositiva judiciária.

                              ISTO POSTO

          É o presente para CONVIDAR Vv. Excias.à participação como povo, da reunião constitucional democrática da nação, fazendo a germinação da UNIDADE DA NAÇÃO que a reunião busca alcançar. Informando que, se aparecer a massa de membros da Nação, que está anunciada, a reunião irá até a votação da “denúncia contra o Temer como “presidente da República”” na Câmara dos Deputados, a qual determinará se a reintegração da Instituição da Presidência da República à União se efetivará em âmbito da Segurança Pública pela Polícia Federal, ou em esfera de Segurança Nacional pelas Forças Armadas. Acontecimento que esvaziará a reunião da nação.

          Invocando a cooperação de Vossas Excelências, visto que, qualquer abordagem por qualquer categoria dos vossos subordinados, à reunião, tipificará atentado terrorista que instalará regime de confronto com o POVO EM SUAS FORÇAS ARMADAS. O que abortaria o objetivo da assembleia que é o RESTABELECIMENTO DA UNIDADE DA NAÇÃO.  No qual saiamos todos abraçados desta nossa desastrada experiência comunista.

SOMOS TODOS RESPONSÁVEIS, E COMO TAIS, SOMOS TODOS IGUALMENTE CULPADOS. E ENTÃO, SEM SUPERIORES A QUEM TRIBUTAR SUBORDINAÇÃO COATIVA. POIS, QUANDO O ESTADO SE ACABA, RESTAM OS HOMENS EM ARMAS PARA RESTABELECER A ORDEM INSTITUCIONAL.  É ASSIM QUE A CONSTITUIÇÃO INSTITUI.

Quartel General do Exército – SMU, Brasília/DF, 17 de outubro de 2.017

COMANDO DA INTERVENÇÃO CONSTITUINTE NO PROCESSO HISTÓRICO

João Batista de Oliveira Figueiredo (in memoriam) - Ulysses da Silveira Guimarães (in memoriam) - Celio Evangelista Ferreira do Nascimento – Antônio Hamilton Martins Mourão – Joseane Evangelista Ferreira – Jucemara Evangelista Ferreira – Roberto Herlemann - Mércia Maria Radicchi – Alexandre Martins da Costa – Claudia Lucia Mossen Jeber - Joel Moreira – Cibele Silveira A. Nunes – Jeremias Martins Trindade – Cecilia Maria Moro - Forças Armadas – Polícia Federal – Procuradoria Geral da República – Justiça Federal – Polícias Militares – Polícias Civis – Agentes Penitenciários - Ordem dos Advogados do Brasil – Justiça Federal.

Leia mais ...

Texto do comunicado de 18/10/2017

Publicado em Comunicados

  FORÇAS ARMADAS BRASILEIRAS – MARINHA – EXÉRCITO – AERONÁUTICA


As FORÇAS ARMADAS BRASILEIRAS compostas da MARINHA, EXÉRCITO e AERONÁUTICA, pelos seus Comandantes Superiores: Alm. De Esq. Eduardo Bacellar Leal Ferreira, Gen de Ex. Eduardo Dias da Costa Villas Boas e Tnt. Brig. Nivaldo Luiz Rossato, sob o comando supremo e autoridade suprema do POVO na pessoa do cidadão Celio Evangelista Ferreria do Nascimento, título de cidadania ourtorgado pelo art. 14, § 1º inc. b da Constituição, e cadastro eleitoral nº 0038.4759.0647/Brasília-DF, filiação partidária nº 0117459991910/PMDB/DF, CPF nº 198.285.009-49, RG nº 00788947/MS, com endereço operacional no Quartel General do Exército/SMU/Brasília/DF., firmatário deste,


DECLARAM RECONHECIMENTO E SUBMISSÃO CONSTITUCIONAL AO COMANDO SUPREMO E AUTORIDADE SUPREMA DO POVO. E, EM VIRTUDE DISSO, RECONHECEM A INSTITUIÇÃO DA PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA SUBMETIDA À ESBULHO PELA CÂMARA DOS DEPUTADOS, SENADO FEDERAL E SUPREMO TRIBUNAL FEDERAL COM MICHEL MIGUEL ELIAS TEMER LÚLIA SE OPERANDO EM REGIME MARGINAL TERRORISTA QUE TRANSFORMOU A DEMOCRACIA EM CLEPTOCRACIA E O PAIS NUM SINDICATO DE LADRÕES, PELO CRIME ORGANIZADO NO GOVERNO, OPERADO POR GANGUES POLÍTICAS E GERIDO POR CORPORAÇÕES TERRORISTAS, ATRAVÉS DE BANDIDOS ESCONDIDOS ATRÁS DE MANDATOS FAZENDO LEIS PARA BANDIDOS ESCONDIDOS ATRÁS DA TOGA MANTER O TERRORISMO ACORDADO COMO SISTEMA DE PODER E A CORRUPÇÃO E O ROUBO PARTILHADO COMO FORMA DE GOVERNO. OCUPADOS EM ROUBAR O PAIS, MASSACRAR A NAÇÃO E DESTRUIR A PÁTRIA. COM A CONSTITUIÇÃO TRANSFORMADA NUMA AGENDA DE ANOTAÇÕES DE PAUTA DA BANDIDAGEM OLIGÁRQUICA COMUNISTA FUNDAMENTALISTA TERRORISTA FUNDIDOS COM AS OLIGARQUIAS DO PODER.

          E, constando isso do corpo de delito do País fartamente estrebuchado por operações persecutórias da Polícia Federal que revelam não ser mais preciso formalizar suspeita policial, porque, qualquer elemento que se prender na vida pública do País é titular de delação premiada, com a respectiva imputabilidade ideológico-marginal materializada por mais de 5 milhões de pessoas eliminadas em continuidade de 94 pessoas eliminadas por dia nos corredores de extermínio do SUS;   53 mil pessoas eliminadas por ano e outras  135 mil aleijadas e feridas por ano nos corredores de extermínio do trânsito; com a criminalidade comum em prosperidade de 1.638% de 2.003 a 2.016, ora na base de 174 pessoas eliminadas por dia, sob uma ocorrência policial a cada 0,11 minutos; com a nação sequestrada em seus lares e locais de trabalho sob a tortura terrorista do medo, insegurança pública, insegurança jurídica, insegurança econômica e insegurança nacional; com 16,1 milhões de pessoas nos corredores de extermínio pela tortura do desemprego no País reduzido a uma massa falida de 1/3 do seu tamanho econômico de 2003/2006, sob um déficit público monstruoso de mais de R$ 7 trilhões.
        Concretizando a tragédia de civilização que se expõe materializada pelo estado de guerra convulsional terrorista de massacre da nação deflagrado e mantido pela TIRANIA OLIGÁRQUICA COMUNISTA FUNDAMENTALISTA TRANSNACIONAL CORPORATIVA TERRORISTA DE BANDIDOS que está tipificada pela RAZÃO DE ESTADO, CRISE INSTITUCIONAL DE ESTADO, FALÊNCIA DO PAÍS e CAOS SOCIAL.
E, tendo o POVO EM REAÇÃO DE CIDADANIA NO FORO DE SOBERANIA POR INTERVENÇÃO CONSTITUINTE NO PROCESSO HISTÓRICO que cumpriu a tramitação constitucional perante os poderes constitucionais ao crivo oracular da Corte Constituinte, CONVOCADO as Forças Armadas pelos poderes constitucionais perante a Corte Constituinte, para cumprir a sua missão constitucional de equipamento armado do povo no seu empreendimento interventorial de: 1) recuperação da sua vocação de liberdade; 2) restabelecimento do Estado Democrático de Direito; 3) restauração da unidade da nação; 4) reencaminhamento do País para o trabalho; 5) reconstrução da soberania do Brasil perante o mundo, pelo PROJETO AMAZÔNIA – Soberania, Poder e Riqueza pelo caminho da roça; que vem com a ECONOMIA TRABALHISTA EDUCATIVA empreendida pelo COOPERATIVISMO DE ESTADO integrado da iniciativa privada e governo, campo e cidade, na transformação da tríade patrimonial originária: HOMEM-TERRA-NATUREZA em PROGRESSO para QUALIDADE DE VIDA, como o Brasil fez de 1.964 a 1.985,

EMITEM ESTE COMUNICADO DE CASERNA À NAÇÃO

Alertando-a de que as Forças Armadas instalaram a operacionalidade de campo na execução dos objetivos da INTERVENÇÃO CONSTITUINTE NO PROCESSO HISTÓRICO, sob o comando supremo e autoridade suprema do Povo na pessoa do seu cidadão Celio Evangelista Ferreira do Nascimento, sob cujas determinações as Forças Armadas estão.

Quartel General do Exército – SMU – 18 de outubro de 2.017
celio evangelsita ferreifra do nascimento
na liderança constitucional do povo
no comando supremo e autoridade suprema das Forças Armadas
Alm. De Esq. Eduardo Bacellar Leal Ferreira, Gen de Ex. Eduardo Dias da Costa Villas Boas, Tnt. Brig. Nivaldo Luiz Rossato


Comunicado de Célio Evangelista Ferreira à Nação, ao vivo, em 18/10/2017, no Comando Supremo e Autoridade Suprema das Forças Armadas do Brasil, na Representação Constitucional do POVO brasileiro na INTERVENÇÃO CONSTITUINTE.

Leia mais ...

Célio ao vivo - 18/10/2017

Publicado em Comunicados

Comunicado de Célio Evangelista Ferreira à Nação, ao vivo, em 18/10/2017, no Comando Supremo e Autoridade Suprema das Forças Armadas do Brasil, na Representação Constitucional do POVO brasileiro na INTERVENÇÃO CONSTITUINTE.


FORÇAS ARMADAS BRASILEIRAS – MARINHA – EXÉRCITO – AERONÁUTICA


As FORÇAS ARMADAS BRASILEIRAS compostas da MARINHA, EXÉRCITO e AERONÁUTICA, pelos seus Comandantes Superiores: Alm. De Esq. Eduardo Bacellar Leal Ferreira, Gen de Ex. Eduardo Dias da Costa Villas Boas e Tnt. Brig. Nivaldo Luiz Rossato, sob o comando supremo e autoridade suprema do POVO na pessoa do cidadão Celio Evangelista Ferreria do Nascimento, título de cidadania ourtorgado pelo art. 14, § 1º inc. b da Constituição, e cadastro eleitoral nº 0038.4759.0647/Brasília-DF, filiação partidária nº 0117459991910/PMDB/DF, CPF nº 198.285.009-49, RG nº 00788947/MS, com endereço operacional no Quartel General do Exército/SMU/Brasília/DF., firmatário deste,


DECLARAM RECONHECIMENTO E SUBMISSÃO CONSTITUCIONAL AO COMANDO SUPREMO E AUTORIDADE SUPREMA DO POVO. E, EM VIRTUDE DISSO, RECONHECEM A INSTITUIÇÃO DA PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA SUBMETIDA À ESBULHO PELA CÂMARA DOS DEPUTADOS, SENADO FEDERAL E SUPREMO TRIBUNAL FEDERAL COM MICHEL MIGUEL ELIAS TEMER LÚLIA SE OPERANDO EM REGIME MARGINAL TERRORISTA QUE TRANSFORMOU A DEMOCRACIA EM CLEPTOCRACIA E O PAIS NUM SINDICATO DE LADRÕES, PELO CRIME ORGANIZADO NO GOVERNO, OPERADO POR GANGUES POLÍTICAS E GERIDO POR CORPORAÇÕES TERRORISTAS, ATRAVÉS DE BANDIDOS ESCONDIDOS ATRÁS DE MANDATOS FAZENDO LEIS PARA BANDIDOS ESCONDIDOS ATRÁS DA TOGA MANTER O TERRORISMO ACORDADO COMO SISTEMA DE PODER E A CORRUPÇÃO E O ROUBO PARTILHADO COMO FORMA DE GOVERNO. OCUPADOS EM ROUBAR O PAIS, MASSACRAR A NAÇÃO E DESTRUIR A PÁTRIA. COM A CONSTITUIÇÃO TRANSFORMADA NUMA AGENDA DE ANOTAÇÕES DE PAUTA DA BANDIDAGEM OLIGÁRQUICA COMUNISTA FUNDAMENTALISTA TERRORISTA FUNDIDOS COM AS OLIGARQUIAS DO PODER.

          E, constando isso do corpo de delito do País fartamente estrebuchado por operações persecutórias da Polícia Federal que revelam não ser mais preciso formalizar suspeita policial, porque, qualquer elemento que se prender na vida pública do País é titular de delação premiada, com a respectiva imputabilidade ideológico-marginal materializada por mais de 5 milhões de pessoas eliminadas em continuidade de 94 pessoas eliminadas por dia nos corredores de extermínio do SUS;   53 mil pessoas eliminadas por ano e outras  135 mil aleijadas e feridas por ano nos corredores de extermínio do trânsito; com a criminalidade comum em prosperidade de 1.638% de 2.003 a 2.016, ora na base de 174 pessoas eliminadas por dia, sob uma ocorrência policial a cada 0,11 minutos; com a nação sequestrada em seus lares e locais de trabalho sob a tortura terrorista do medo, insegurança pública, insegurança jurídica, insegurança econômica e insegurança nacional; com 16,1 milhões de pessoas nos corredores de extermínio pela tortura do desemprego no País reduzido a uma massa falida de 1/3 do seu tamanho econômico de 2003/2006, sob um déficit público monstruoso de mais de R$ 7 trilhões.
        Concretizando a tragédia de civilização que se expõe materializada pelo estado de guerra convulsional terrorista de massacre da nação deflagrado e mantido pela TIRANIA OLIGÁRQUICA COMUNISTA FUNDAMENTALISTA TRANSNACIONAL CORPORATIVA TERRORISTA DE BANDIDOS que está tipificada pela RAZÃO DE ESTADO, CRISE INSTITUCIONAL DE ESTADO, FALÊNCIA DO PAÍS e CAOS SOCIAL.
E, tendo o POVO EM REAÇÃO DE CIDADANIA NO FORO DE SOBERANIA POR INTERVENÇÃO CONSTITUINTE NO PROCESSO HISTÓRICO que cumpriu a tramitação constitucional perante os poderes constitucionais ao crivo oracular da Corte Constituinte, CONVOCADO as Forças Armadas pelos poderes constitucionais perante a Corte Constituinte, para cumprir a sua missão constitucional de equipamento armado do povo no seu empreendimento interventorial de: 1) recuperação da sua vocação de liberdade; 2) restabelecimento do Estado Democrático de Direito; 3) restauração da unidade da nação; 4) reencaminhamento do País para o trabalho; 5) reconstrução da soberania do Brasil perante o mundo, pelo PROJETO AMAZÔNIA – Soberania, Poder e Riqueza pelo caminho da roça; que vem com a ECONOMIA TRABALHISTA EDUCATIVA empreendida pelo COOPERATIVISMO DE ESTADO integrado da iniciativa privada e governo, campo e cidade, na transformação da tríade patrimonial originária: HOMEM-TERRA-NATUREZA em PROGRESSO para QUALIDADE DE VIDA, como o Brasil fez de 1.964 a 1.985,

EMITEM ESTE COMUNICADO DE CASERNA À NAÇÃO

Alertando-a de que as Forças Armadas instalaram a operacionalidade de campo na execução dos objetivos da INTERVENÇÃO CONSTITUINTE NO PROCESSO HISTÓRICO, sob o comando supremo e autoridade suprema do Povo na pessoa do seu cidadão Celio Evangelista Ferreira do Nascimento, sob cujas determinações as Forças Armadas estão.

Quartel General do Exército – SMU – 18 de outubro de 2.017
celio evangelsita ferreira do nascimento
na liderança constitucional do povo
no comando supremo e autoridade suprema das Forças Armadas
Alm. De Esq. Eduardo Bacellar Leal Ferreira, Gen de Ex. Eduardo Dias da Costa Villas Boas, Tnt. Brig. Nivaldo Luiz Rossato

Leia mais ...
Assinar este feed RSS
Log in