PINGA FOGO

PINGA FOGO


1. Sou uma pessoa muito feliz. Sabem porquê? Porque eu acredito na humanidade. E por acreditar na humanidade eu amo todas as pessoas. E porque eu amo todas as pessoas sei compreender cada uma. E porque sei compreender cada uma, sempre que minha nação se engana em entra no arraial da guerra, eu me adianto, tomo as suas dores e faço a espada da justiça prevalecer sobre os maus, e lhe dou passagem à realização dos seus ideais de liberdade. E assim tenho vivido. Confessando que nasci para falar de amor, mas ainda não encontrei a porta de saída do conflito de interesses que mantém o existencialismo humano regido pelo ódio. Mas não culpo meu povo. É o meu destino, porque a natureza cria bilhões de pessoas para desfrutarem do mundo, deus, entretanto, envia apenas algumas para construí-lo. Se você quiser vir ao arraial comigo, meu comandante é Deus.

2. Feliz do homem que termina seu ciclo de existência na linha de frente dos ideais de liberdade do seu povo.

3. Entre viver sem anos alheio ao sofrimento da nação, e viver um dia brandido a espada da justiça contra os maus, prefiro esta segunda opção, porque não acredito em morte. Se acreditasse, eu viveria sem Deus e eu adoro a companhia Dele.

4. Há 60 anos eu já aprendia na escola que, para ser comunista a pessoa tem de ser psicopata congênita, ou esquizofrênica ou ter algum distúrbio mórbido que lhe embote a inteligência. E depois, na luta contra os comunistas que haviam criado a união soviética, eu comprovei que isso é verdade. E enfrento isso no Brasil desde 2004 quando fui chamado a salvar o Brasil do armagedom que os comunistas haviam montado aqui. Graças à polícia federal no campo aberto do confronto e às forças armadas na retaguarda estamos nos momentos finais do extermínio do comunismo no mundo, sem presença de tanques nas ruas.

5. Massacrado está o povo. Então, nossa luta é de absoluta legítima defesa. E na legítima defesa, matar não é crime. Mas, ainda não precisamos desse recurso, porque, por acreditar na humanidade, acredito no acervo de conhecimento que ela armazenou, no qual aprendi, como guerreiro da inteligência, que o herói não é quem perece pela sua causa, mas sim, quem leva o inimigo a perecer pela causa dele. E esta é a estratégia da intervenção do povo no processo histórico que está nos seus atos finais de expurgo da bandidagem comunista terrorista do poder.

6. Para receber a pessoa na intervenção, as forças armadas colocam uma única restrição: a pessoa que se apresenta como intervencionista mas exige prova sobre mim, ou me expõe pelos seus julgamentos. Isto porque, eu sou a célula exposta da inteligência das forças armadas. A célula exposta que fez a abertura de imprensa, que fez a redemocratização, que escreveu a constituição e que, depois da constituição ter sido transformada numa agenda de anotações das estratégias da bandidagem escondida atrás de mandatos inventando leis para a bandidagem escondida atrás da toga consolidar o terrorismo acordado como sistema de poder e o roubo e corrupção partilhada como forma de governo, fui chamado a colocá-la em execução pelo povo, como está instituído nela. E não anunciei a tarefa ao vento, porque o povo ouviu a voz das forças armadas que sai pelo meu desempenho, e formou o corpo nacional armado com 83,9% da nação que está agregada a mim, hoje, pelo último levantamento que concluímos. Então, somos um gigante, e como tal, temos de ser comedidos, compreensivos, cautelosos e absolutamente impessoais porque do nosso lado, a história não pode registrar covardia, revanche, vingança, mágoa, ódio. Pois, o objeto da nossa reação é a unidade da nação e a inviolabilidade da nossa história.

7. E como sexta-feira, na fé caldeia é o "dia dos feiticeiros," lembro aos inimigos que o nosso jeito de fazer a guerra é aquele ensinado por Deus à Moisés lá na assembléia nacional constituinte do monte sinai, quando ele deu à humanidade o modelo de constituição que o povo brasileiro, em 1988, pelas suas forças armadas observou fielmente na "constituição cidadã" que promulgou, de: deus no comando, as forças armadas atrás e o povo na retaguarda. E como "Deus é fiel," destruímos pela raiz o armagedom que a bandidagem comunista terrorista havia construído no brasil. Nossas forças armadas que se identificam pela impessoalidade do seu sacerdócio vocacional, não gostam de contar isso, mas me toleram na quebra da regra.

8. Minhas amiguinhas, meus amiguinhos, ontem, 12 de outubro, foi nosso dia. Não pudemos alegrar a ruas com o nosso alarido, porque nosso pais foi transformado em antro de bandidos comunistas terroristas que comem crianças pelo roubo dos cofres públicos que nos faz morrer nos corredores do sus por falta de médicos, de medicamentos, de equipamentos hospitalares e de hospitais; pelo assassinatos por tiro ao alvo; pelos assassinatos por balas perdidas; pelo sequestro para extração e venda e nossos órgãos; pelas escolas transformadas me bordeis de iniciação das crianças na prostituição, cafajestismo, vício, vadiagem e marginalidade; pela total insegurança em que vivemos e pelo tipo de sociedade animalizada, inconseqüente e desintegrada em que vivemos. Por isso, eu fiquei com eu saco de bulitas em casa. Sabia que não ia encontrar ninguém na rua. A não ser as crianças que já estão mortas-vivas pelas drogas e pelos diversos tipos de crimes que praticam sob comando dos bandidos que dominam no campo da criminalidade comum. Evidente então, que não estou contente. A bandidagem terrorista tiraram tudo de nós, até nosso espaço de mostrar a divindade da vida em seu estado de inocência infantil. Então, eu como menino de 75 anos, destro na ciência e na arte da guerra, estou na linha de frente da nação para recuperarmos o nosso espaço. Porque sem ele, não temos nem identificação no contexto biológico da terra. Porque não somos animais, porque somos racionais e não somos racionais porque somos muito pior do que os animais mais irracionais. Então, minhas amiguinhas, meus amiguinhos, fiquem olhando da janela, porque, se sair tiros serei eu e meus amigos adultos atirando nos comunistas que comem crianças na base de 9 por dia só no tiro ao alvo e balas perdidas. E prometo que ano que vem a gente estará jogando bulita lá naquele gramadão do palácio da alvorada e pelas ruas e praças onde a gente quiser, porque não teremos mais comunistas terroristas pra comer a gente; todos estarão devolvidos ao inferno!

9. Coisa que a gente precisa informar: tenho 75 anos, 6 filhas, 14 netos e dois bisnetos. Casei três vezes com 3 deusas maravilhosas que amo demais, mas não recomendo isso a ninguém, porque, não é sem propósito a recomendação de deus: "o que deus ajuntou não o separe o homem." pois, quando um homem e uma mulher resultam fundidos em um único ser no filho que geram, o casal deixa de existir como pessoas e passam a ser um ente genético na descendência que instalam diante de deus. Eu não observei isso. E pelas filhas que tenho do segundo casamento, e tudo o que devo à minha última esposa, eu não saberia ter me conduzido diferente ainda hoje. O divórcio é um desrespeito mútuo entre o casal que os filhos o sofrem pelo único pecado de terem sido gerados pelo casal. E isso é uma mancha no dever de hombridade de ambos, que nenhum tipo de justificativa concerta. No meu caso, minhas duas filhas do segundo casamento e minha última esposa explicam minha conduta mas não justificam o dever de integridade diante de deus que todo o homem deve manter para o seu próprio benefício. Amo minhas duas ex esposas e os maridos delas, e a minha última esposa é o próprio ar que respiro. Mas, repito, ninguém me siga neste caminho. Nenhum tipo de engano existe na vida da gente que não possa ser concertado. E o casamento é uma fusão de opostos pela qual os cônjuges estabelecem sua gestação espiritual comum incentivados pela descendência bem constituída pela qual dão execução ao propósito de deus de povoamento da eternidade. Sinto que deus me tolerou, porque isso fez parte da minha autoconstrução intelecto-espiritual para os afazeres que dão significado à minha existência. E, como essa minha ocupação me levaria, como me levou à evidência diante da nação, esse meu currículo de existência me faz olhá-la agradecido pela sua misericórdia e convicto da imensa dívida que tenho para com o meu povo que me preservou espaço, e como seu servidor mais dedicado, ser o primeiro na sua reação de legítima defesa contra os demônios aqui encarnados, que precisam ser devolvidos ao inferno. Embora na aparência meu invólucro físico denuncie os anos que tenho, não sofro nenhum tipo de desgaste biológico. E assim, sou o mesmo vivente desde os 3 anos de idade quando aprendi ler. Evidente que as descargas malignas se mantém acumuladas sobre mim. E por isso, sofro ataques de saúde como qualquer pessoa. Mas, meu sistema imunológico dá conta de tudo. E estou sempre em forma. Estou informando isto porque meu retrato já começou aparecer por ai e daqui em diante vai ser uma constante na publicidade. E as pessoas que convivem comigo em nosso acampamento de guerra notam meus hábitos meio estranhos e o vigor superior ao vigor dos jovens. Meu desempenho é de guerreiro apaixonado pelos campos de batalha, mas, no fundo da minha alma sou uma criança carente, sempre em busca de proteção de uma amiga, um amigo. Sofrendo a saudade sem remédio da minha mamãe. Por cuja fraqueza, peço desculpas a deus que estabeleceu o sistema biológico pela renovação das espécies. Já estou convencido de que a intervenção não vai acabar com a posse do cidadão(ã) que for feita pelo povo na presidência da república, porque vamos precisar de, no mínimo 5 anos para recuperar o Brasil e recolocá-lo no canteiro de obras da civilização que o povo projeta em sua constituição. E então, já estou prevenido para as assessorias que os poderes constitucionais me imporem, como servidor da nação.

10. As forças armadas, espiritualistas, humanitárias, com Deus no comando, elas atrás e o povo na retaguarda convidam os padres, os pastores, os bispos e, enfim, todas as pessoas que se ocupam com a doutrina cristã que produziu a civilização brasileira e pela qual formamos nossa personalidade e damos estilo à nossa racionalidade, para se ajuntarem em todo o território nacional em louvor a deus, demonstrando ao mundo que somos um povo de fé e sabemos lidar com a democracia, para a assembléia nacional de posse do presidente constituinte interno no cargo de presidente da república que está vago desde o dia 1º de janeiro de 2.015 e está ocasionando enormes e irreparáveis prejuízos para o povo brasileiro. Todas as providências legais já forma ultimadas e as forças armadas podem, na sua investidura de "ministros de deus, portadores da espada contra os maus," realizarem esse ato, mas, como vencemos um armagedom infernal que estava montado no Brasil, sem guerra civil e isso encantou o mundo, tanto quanto o encantamos com a transformação desse armagedom e caso de polícia, ficará bonito na história e honrará as gerações futuras na liderança mundial que lhes asseguramos pela intervenção, se a reintegração da instituição da presidência da república à união e conseqüente prisão do meliante que a esbulha for feita pelo povo, apenas equipado das usas forças armadas. Além disso, na reação de legítima defesa da nação, como "ministros de deus" dentro da doutrina cristã, se as forças armadas tiverem de fazer isso sozinhas, sem os pregadores da fé cristã no arraial do acontecimento, ficará a dúvida cruel sobre a sinceridade sacerdotal das lideranças pastorais das igrejas. E nessa dúvida a intervenção poderá submeter as igrejas à esclarecimentos sobre o estado de tragédia infernal que submete a nação já com mais de 5 milhões de pessoas assassinadas, sob o extermínio diário de 94 pessoas nos corredores de eliminação do sus, 174 pessoas no extermínio diário no arraial do banditismo de campo. Cujo dinheiro do terrorismo também entra nos cofres das igrejas pelas suas diversas formas de ofertas. Pois, as forças armadas entendem tão profundamente das escrituras sagradas quanto qualquer teólogo. E vivem em tão estreita comunhão com deus, quanto qualquer padre, pastor ou guia espiritual. Então, o convite tem o sentido exposto de indicação ao lado de quem as igrejas se colocam: se ao lado da doutrina cristã que as forças armadas colocam ao mundo, ou se ao lado do comunismo, fundamentalismo, banditismo, terrorismos que está levantado contra elas. Ou então, que as igrejas nos amaldiçoem pelo fundamento doutrinário que tiverem !!!!!!!

11. Tenho a honra e a gloria de anunciar ao mundo que se relaciona conosco que o gen. De ex. Antônio Hamilton Martins Mourão comandará, a partir da posse do presidente constituinte interino da república no cargo que está vago desde o dia 1º de janeiro de 2.015, a economia do brasil. A qual, a partir de 180 dias após esse evento, será uma economia patrimonialista, sem dívida, sustentando um sistema financeiro alicerçado em lastro de conversão que colocará o real brasileiro como moeda reguladora do cambio do sistema financeiro internacional, dado o nosso porte patrimonial em empreendimentos de us$ 243 trilhões, com ouro suficiente para chapear a terra se fosse necessário. Então, com o maior patrimônio ainda a ser empreendido, com o lastro metálico de conversão ao sistema cambial para os mercados mundiais, a 5ª maior força de trabalho do mundo, e a 4ª maior área geográfica do planeta, com espaço para abrigar mais 800 milhões de pessoas, a partir da instalação da intervenção do povo no governo, o Brasil terá sobre os seus ombros o peso desse gigantismo. Evidente então, que não estará mais sujeito às arcaicas estruturas mundiais da civilização vencida, mas, não transigirá contra a sua liderança. Se a ONU mantiver essa sua posição favorável ao apodrecimento espiritual da humanidade, o Brasil se retirará dela, como se retirará de qualquer clube internacional que estiver arraigado à civilização vencida. Pois, o analfabetismo que fazia o Brasil viver de joelhos sob as chamadas "super potências," o chamado "primeiro mundo," está encerrando neste ano de 2.017 que encerra a nossa história colonial. Está nascendo o gigante que completou a sua gestação em berço esplêndido e se assume agora no topo do mundo sem nenhum tipo de complexo de inferioridade. A partir do próximo ano, o Brasil começará a oferecer ao mundo suas bancas de advocacia, a partir do instituto jurídico brasileiro. Evidente que continuaremos nossa parceria intocável com os EUA. Onde, no presidente Trump temos nosso primeiro aliado nas mudanças que a estrutura planetária da humanidade está impondo. Então, meu povo, acabou o tempo de carnaval. Agora é trabalho, trabalho, trabalho. Não imposto, mas, pelo prazer que já estamos sentindo no canteiro de obras que estamos reinstalando à construção da pátria.

12. Nosso pessoal da cúpula da intervenção está providenciando um estúdio para lançar nossas prosas também em vídeo. A qualquer momento nosso expediente vai ficar ainda mais sobrecarregado, mas nosso contato direto com a população vai se estreitar ainda mais e vai ficar ainda mais abrangente. Pois, temos compromisso com o desenvolvimento da humanidade de fazermos do Brasil a primeira civilização cibernética gigante do planeta terra.

13. O que a gente proseia aqui não é conversa de político, não. É o ideário da revolução de 64 que é o projeto muito bem pensado, profundamente construído e cautelosamente instalado na Constituição, que tem por objeto econômico, o Projeto Amazônia - soberania, poder e riqueza pelo caminho da roça que vem com a economia trabalhista educativa empreendida pelo cooperativismo de estado feito da iniciativa privada e governo, campo e cidade, na transformação da tríade patrimonial originária: homem-terra-natureza em progresso para qualidade de vida. Não fosse assim, as forças armadas seriam os piores bandidos do mundo, porque não teriam respeito pela vida das pessoas que elas estão investindo na intervenção, em busca da recuperação da sua vocação de liberdade.

14. Viver com Deus é a coisa mais simples que tem. Basta a gente se preservar criança, ascender em impessoalidade e se estabelecer em força realizadora da humanidade em busca dos seus anseios de fé. E a coisa mais linda, mais divina que descobrimos nessa convivência, e, as formigas trabalhando como nós, os cupins construído como nós, as baratas ansiosas pela sobrevivência como nós, os ratinhos invadindo nosso espaço como nós invadimos o espaço uns dos outros, os passarinhos cantando seu enfado como nós, o orvalho despencado das pétalas das rosas como nossas lágrimas vertidas pelo amor e ai, o único horizonte que nos resta à nossa finalidade de existir aqui, é o céu nos ensinado que não devemos buscar explicações para os nossos limites porque somos o ponto entre o absurdo às nossas cotas e o absoluto à nossa frente, para apresentarmos Deus do jeito que, com a nossa conduta o concebermos.

Última modificação emSexta, 13 Outubro 2017 14:40
(0 votos)
Ler 635 vezes

1 Comentário

  • Marla Reuter Colombo
    Marla Reuter Colombo Quarta, 08 Novembro 2017 11:51 Link do comentário

    Texto totalmente lúcido abrangente e esclarecedor....infinitos parabéns Dr. Célio....uma aula impagável.....abrçs de LUZ e LUZ e FORÇA contínuas para o Sr. .....

Deixe um comentário

Certifique-se de preencher os campos indicados com (*). Não é permitido código HTML.

Log in