Solicita a Janot cópias dos persecutórios indiciatórios de Temer para formalizar denúncias.
Fonte: imagens de internet

Solicita a Janot cópias dos persecutórios indiciatórios de Temer para formalizar denúncias.

EXMO. SR. DR. RODRIGO JANOT, OCUPANTE DA PROCURADORIA-GERAL DA REPÚBLICA.


        O POVO BRASILEIRO formado pela tríade constituinte originária: Nação-Território-Soberania, autoproclamado no Preâmbulo da Constituição em Poder Constituinte, denominado nela de cidadania, pelo qual se institui em Estado Democrático de Direito no art. 1º caput e incs. I,II e Parágrafo único, com o art. 4º incs. I,III da Constituição, e se constitui em Ente Político de civilização, distribuído em organização federativa pela mesma, através das Constituições Estaduais e Leis Orgânicas Municipais; bifurcado em: a) poder político constitucional rotativo indireto nos partidos políticos no art. 1º incs. II,V e Parág. único, com o art. 14 incs. e §§ e art. 17 incs. e §§, art. 27 § 1º, art. 28, art. 29 inc. II, art. 46, o art. 76, e o art. 80 da Constituição, no Colegiado Mandatário composto do Presidente e Vice-Presidente da República, Presidente da Câmara dos Deputados, Presidente do Senado Federal e Presidente do STF; b) força militar constituinte permanente direta, formada das patentes eleitorais de comando supremo e autoridade suprema das Forças Armadas, no art. 1º incs. I,II e Parág. único, com o art. 4º incs. II,III, o art. 84 incs. XIII, e o art. 142 com o art. 91 inc. VIII e o art. 80 da Constituição, no Colegiado Constituinte, composto dos Comandantes Superiores da Marinha, Exército e Aeronáutica; com personalidade jurídica instituída no art. 2º e arts. 18, 20, 21, 22 da Constituição na UNIÃO FEDERAL, CNPJ nº 29.979.036/0001-40, sediada no Palácio do Planalto, Praça dos Três Poderes, Brasília/DF, ora com endereço operacional em toda a República em virtude do esbulho que sofre de parte de Michel Miguel Elias Temer Lúlia no comando da bandidagem oligárquica comunista, fundamentalista terrorista que ocupam as instituições,

            em FORO DE SOBERANIA pelo exercício direto do poder nos termos do art. 1º incs. I,II e Parág. único, com o art. 4º incs. I, II, III, VIII, o art. 5º caput e incs XLIII, LXXIII, §§ 2º e 3º, com o art. 37 caput, o art. 84 inc. XIII, com o art. 142 e o art. 80 com o art. 91 inc. VIII, mais o art. 144 caput e inc. I, § 1º, da Constituição, que recepcionam o art. 1º com o art. 5º n. 1, o art. 10º n. 1, 2 da Convenção Americana Sobre Direitos Humanos, o art. 2º com o art. 21 n. 1 da Declaração Universal dos Direitos do Homem, a Resol. do CS/ONU n. 1.373 de 28.09.2001, e faz aplicável o art. 6º com o art. 8º da Carta Democrática Interamericana, e o art. 55 c, da Carta da ONU, com o Decreto n. 5.639 de 26.12.2005, e o Decreto n. 4.388 de 25.09.2002, face estar presente no corpo de delito do País a RAZÃO DE ESTADO, CRISE INSTITUCIONAL DE ESTADO, ASSALTO AO PODER PELO FORO DE SÃO PAULO, FALÊNCIA DO PAIS e CAOS SOCIAL, que rompeu o Estado Democrático de Direito na fusão do voto com a bala no mandato-patentes de Presidente da República e extinguiu eficácia à Magistratura de Estado desprovendo o Processo Histórico de regência institutiva e dando emersão ao povo em reação de cidadania para: RECUPERAR A SUA VOCAÇÃO DE LIBERDADE; RESTAURAR O ESTADO DEMOCRÁTICO DE DIREITO; RESTABELECER A UNIDADE DA NAÇÃO; REENCAMINHAR O PAIS PARA O TRABALHO; RECONSTRUIR A SOBERANIA DO BRASIL;

           pelo COMANDO DA INTERVENÇÃO CONSTITUINTE NO PROCESSO HISTÓRICO, composta do cidadão Celio Evangelista Ferreira, brasileiro, jurista, título de cidadania outorgado pelo art. 14 inc. II, b, da Constituição, cadastro eleitoral nº 0038.4759.0647/Brasília, filiação partidária 011745991910/PMDB, CPF nº 198.285.009-49, RG 788947/MS, telefone: 45 99850-40.46, endereço operacional no Quartel da 15ª Bda. Inf. Mec. 5ª Div. de Ex. 3ª RM, Rua Rio de Janeiro 229, Centro, 85.801-030 - Cascavel-Pr. endereço de expedientes na Rua Rio Grande do Norte, 1735, Coutry, 85.813-090 Cascavel/Pr., com as Forças Armadas, Polícias Militares, Polícia Federal, Ministério Público Federal, Ordem dos Advogados do Brasil, Justiça Federal, Policias Civis, Agentes Penitenciários, Associação Comercial e Industrial de Cascavel –ACIC e TV Tarobá, e instalada, recebida, aceita e homologada pelos poderes constitucionais, instituições e entidades públicas, no procedimento constante do PO 1300820-7.2.2013/ACFA, composto dos PROTOCOLOS: STF Pet. 142098/08.10.2008, STF 0038341, 29.2.2012, PR CODIN/POT/19.02.2012; SF29.02.2012; SF17.07.2012; SF11.06.2012 STF; PGR CD PR SF; CFA 117.419 29.02012 30.05.2012,10.10.12; DPF/MS 08335.025373/2012-65 27.11.2012; DPF/ MS 335.005016/2013-61 28.01.2013; DPF/DF 08001.08335.0032 35/2002-5; 08001.008976/2012-74; 08001.014173/20 12-59 – COGER/DPF; 08200.008079/2013-03; 08200.008592/2013-96; DPF/CEVEL-R02.05.2013; MPF/MS-00000744/2014; PR-MS-00019658/2013. PR-MS-00000744/2014– 000 07 443 /2014 – 00007787/2014 R02.05.2013; MPF/MS-00000744/2014; PR-MS-00019658/2013. PR-MS-00000744/2014– 000 07 443 /2014 – 00007787/2014 – A.D. SF 15492345 1 BR; MPE/MS-PGJ – 043779-2/2; 018742-2/2019223-2/2M; CD 006198- 30.9.13; SPF 08335,006262/ 2014-11; PGR 00001654/2014; PGR 0007443 PR 04.09.2013; PR JG 642440674BR STF AR-J6603237679BR; PF 08335.018120/2014-05; PGJ 022451-2/2; 022450-2/2 022450-2/2; 018742-2/2; 019223-22/, 01237180; 151113 1403 67; 01238632-1; 10123 1355; 11988/2014, 01237180; 151113 1403 67; 01238632-1; 10123 1355; 11988/2014, PGR 10058/2014. STF SF 82200437/2014; STF PE 6197258220; ACFA PE 513259353JH; STF PE 513269996JH; STF PE 619725820JH; PRM-CAC-PR 10058/2014; PR PRM-CAC-PR 00010318/2014, além de outros, pelo presente, 

               SOLICITA DE VOSSA EXCELÊNCIA O SEGUINTE:

                1.Cópias dos persecutórios indiciários do meliante Michel Miguel Elias Temer Lúlia, que restam em poder de Vossa Excelência, para formalização de denúncias.

Brasília/DF, 02 de agosto de 2.017
COMANDO DA INTERVENÇÃO CONSTITUINTE NO PROCESSO HISTÓRICO
na representação constitucional do povo
no comando supremo e autoridade suprema das Forças Armadas
Celio Evangelista Ferreira do Nascimento
-- Forças Armadas - Polícia Federal - Polícias Militares - Polícias Civis - Agentes Penitenciários -
Ministério Público Federal – Ordem dos Advogados do Brasil – Justiça Federal
– Associação Comercial e Industrial de Cascavel - ACIC - TV Tarobá.

 FINALIDADE DA SOLICITAÇÃO:
               Pelo script do “combate à corrupção, desvio de verbas públicas e lavagem de dinheiro” está havendo um “entrevero de bandidos no poder,” visto não militar em favor de Vossa Excelência, e nem em favor de qualquer dos “Ministros” do STF, a presunção de não saberem ler a Constituição, ou não saberem o que é uma Constituição. Porquanto, perante a mesma V.Excia. resulta um integrante avançado da TIRANIA OLIGÁRQUICA COMUNISTA FUNDAMENTALISTA TERRORISTA DE BANDIDOS que, tendo iniciado em 2003 pelo “Projeto de Poder do PT de Comunizar o Brasil Em 22 Anos,” através da farra do PT no poder, foi se aperfeiçoando na prática da marginalidade e hoje, substitui a ordem jurídica e o regime democrático no Estado Democrático de Direito, pelo crime organizado no governo, operado por gangues políticas e gerido por corporações quadrilheiras, com “bandidos escondidos atrás de mandatos fazendo leis, para bandidos escondidos atrás da toga manter o terrorismo acordado como sistema de poder, e a corrupção e roubo partilhado como forma de governo.” Em cujo desempenho, a organização transformou a Democracia em “cleptocracia” e o País num “sindicato de ladrões,” e pensa que se consolidou com o esbulho da Instituição da Presidência da República feita por assalto ao poder pelo Foro de São Paulo com o Instituto Lula, José Dias Toffoli e a Procuradoria-Geral Eleitoral, através do pleito eleitoral terrorista de 2.014 promovido com dinheiro roubado da Petrobras, Eletrobrás, Eletronuclear, Cofres Públicos e do povo, com o qual fabricaram o mandato para Dilma Vana Rousseff nas urnas eletrônicas e depois o refabricaram para Michel Miguel Elias Temer Lúlia na Câmara e Senado com o Supremo Tribunal Federal. E isto está exposto no corpo de delito do País e estrebuchado pelo PERSECUTÓRIO INSTITUCIONAL DE ESTADO que se distribui pelas diversas operações indiciárias da Polícia Federal e dos organismos de inteligência das Forças Armadas, que identificam, com absoluto enquadramento penal a TIRANIA OLIGÁRQUICA COMUNISTA FUNDAMENTALISTA TERRORISTA DE BANDIDOS arregimentados em:

              1. bandidagem no poder alojados nos cofres públicos e distribuídos no PMDB, PTB, PDT, PT, PSB, PPL, PSDB, PTC, PSC, PMN, PRP, PPS, PV, PCB, PBC, PT do B, PPL, PR, PSTU, PRTB, PHS, PSDC, PCO, PTN, PSC, PRB, PSL, PR, PSD, PROS, SP, PMB, DEM, PC do B, PP, PCB, PRTB e REDE supridos pelos “especialistas,” “intermediadores,” “negociadores” e “mefíticos” de toda a espécie, que estão espalhados por todo o tecido institucional e todas estruturas operacionais da República e iniciativa privada, alojados no erário público e ocupados em: a) roubar o Pais, b) massacrar a Nação, c) destruir e vender a Pátria;

               2. bandidagem terrorista transnacional, alojados no “projeto Pátria Grande” e distribuídos pela URSAL, UNASUL, URC, ESAD, G-20, BRICS, FAO, OTSC, CEI, OCS, ECVCNB, no MST, CUT, MSTA, CEMIG, CONTAG, Via Campesina, MLST, MAB, MIR, ELN, EZ, APINB, ARPIN-Sul, COIAB, APOINME, CIR, ABA, IEB, CTI, CUIA, Sindicatos, Hamas, Taleban, Al Qaeda, Jihads, Hesbollah, Boko-Haran, Al Shebab, Estado Islâmico; ocupados em desarticular, desestabilizar e desorientar a Ordem Internacional; substituindo os Estados Constitucionais Econômicos pelos sistemas políticos gangsteristas, quadrilheiros, corporativos regidos pelo medo e a ausência de foros de socorro à nação;

               3. bandidagem de campo alojados no “fome zero” e criminalidade quadrilheira, distribuídos pelo PCC, CV, FDN, TCC, CRBC, CDL, SS, DCMS, TC, ADA, IDI, AJ, AD, B.dos 40; PCN; ER; 300 Esp.; PCM; ERam;B. dos 300; CC; GDA; PCM; BI; PGE; B. dos 40; ADM; COM; B.dos 300M; PCM2; PCE; CP; BM; KATIARA; CPr; CAVEIRA; CMO; PJ; PCMpr; PCMG; MP; PI; PCU; CJUC; GF, CDLcr, PGC2, PCRV, CL, SN, SC,PL, PGO, FRC, BC, OS TAURAS,V.7, O.S.A.l, U.P.P, C.P.C, A.L, P.C.Pr, P.C.L.ms, D.G, BPj, B.C.cuia, C.V.mt, A.L.ro, C.P.ro, B. dos 13; 3º CP; Carecas do ABC; Comando da Paz; CRBC, Máfia do Lixo, Esquadrão da Morte. Assistidos pela Depen, “Pastoral Carcerária,” outros serviços religiosos e ONGS; e ocupados em matar, assaltar, estuprar, sequestrar, roubar e 

               4. bandidagem empresarial terrorista distribuídos em: Odebrecht, OAS, Andrade Gutierrez, Queiroz Galvão, UTC Engenharia, Camargo Correia, Engevix, Brf Brasil Founds S.A, Seara Alimentos S.A, JJZ Alimentos S.A, Madero Ind. Com. S.A, Touyo Setel Engenharia, Mendes Júnior Trading E. S.A, Anglo, Swit Bck, J&F, Vigor, Flora, Canal Rural, Banco Original, Cabana Los Lilas, Armour, Pite, Aspen Ridge, King Island, Moy Park La Herencia, Pibgrins Pride, EPE, Havan, FRIBOI, JBS, BNDES, TV GLOBO, dentre outras. Como o corpo de delito do País registra e está espelhado pelas: “Operação Lava Jato,” “Operação Carne Fraca,” "Operação  Catilinária,” “Operação Castelo de Areia,” “Operação Patmos,” Operação Boca Livre, “Operação Recomeço,” Operação Turbulência,” “Operação Anacrônimos,” Operação Zelote,” “Operação Custo Brasil,” “Operação Lucas,” e as demais; ocupados em dissolver o sistema econômico de mercados e implantar a escravidão universal à tirania oligárquica ideológica fundamentalista.  

               Nesse contexto, a criminalidade comum de responsabilidade coercitiva do Ministério Público, e Justiça Penal prosperou a 1.638% de 2.003 a 2.016; o roubo do País supera R$ 36 trilhões; o massacre da Nação supera 5 milhões de vítimas, em continuação de 94 pessoas eliminadas por dia nos corredores de extermínio do SUS; 174 assassinatos por dia no arraial da criminalidade comum; com 13,1 milhões de pessoas em regime de extermínio pela tortura do desemprego; a nação com 88,9% da população doente por estresse, depressão, desesperança e medo sob extermínio pela tortura terrorista do desemprego no País falido; a Pátria em destruição total, já produzindo 53 mil pessoas eliminadas por ano e outras 135 mil aleijadas e feridos nos corredores de extermínio do trânsito; com 3% da população mundial o Brasil apresenta 11% dos assassinatos ocorridos em todo o mundo. E, sobre isso, que apenas o trailer do corpo de delito do País, a nação sofre a próspera economia do crime que surgiu de 2.003 para cá, com o Ministério Público ostentando a sua opulência, a mostrar que, no Brasil, a teoria de que o “crime não compensa” é tão passado quanto o “capitalismo,” as “elites,” a “sociedade burguesa;” porque hoje, no “socialismo monetarista de Estado sem economia,” na TIRANIA OLIGÁRQUICA COMUNISTA FUNDAMENTALISTA TERRORISTA DE BANDIDOS, O QUE NÃO COMPENSA É SER ÉTICO, SUJEITO À LEI, BUSCAR A SOBRVIVÊNCIA PELO TRABALHO; TER HOMBRIDADE, SE EXPOR PELA HONRADEZ, SOBRESSAIR PELO CARÁTER, SER RESPEITADO PELO EXEMPLO DE INVIOLABILDIADE MORAL, INTELECTUAL E ESPIRITUAL NA VIDA PÚBLICA. Porquanto, esta se transformou num composto de bandidos e capachos; todos aninhados no erário público e na cambalacheira de alcovas do poder onde a tripartição sede lugar à fusão das gangues, quadrilhas e corporações que se integram e se desintegram ao ritmo da pederastia geral. Com a população envolvida pelos espetáculos das brigas dos gangsteres, quadrilheiros e intermediadores entre si; nos espaços que sobram das novelas e dos telejornais da Globo que completa o desempenho de cobertura da consolidação da TIRANIA OLIGÁRQUICA COMUNISTA FUNDAMENTALISTA TERRORISTA DE BANDIDOS.

              Então, é mais do que lógico que V. Excia., nomeado pela bandida comunista terrorista, assassina, sequestradora, assaltante, praticante de aborto na prostituição da guerrilha, Dilma Vana Rousseff, por ato terrorista atentatório contra a Constituição, cuja marginalidade V. Excia. não podia desconhecer e muito menos, agregar-se nele, acabasse em dupla com Luiz Edson Fachini, salvando Michel Temer no poder, pela astuciosa denuncia com duplicidade de foro, que ensinou para a bandidagem de campo que o trabalho policial não tem importância séria, suplementando-se da lição dada por Michel Temer de que “o crime compensa sim,” com a transformação dela em uma segura modalidade de assalto aos cofres públicos“ de compra, de 40 dos 75 deputados federais da Comissão de Constituição e Justiça da Câmara dos Deputados, ao preço de mais de R$ 2,8 bilhões pelas modalidades de “liberação de verbas parlamentares,” “200 cargos de salários mensais de R$ 20/30 mil;” “liberação por empréstimos bancários para obras púbicas em 1,8 mil municípios das bases dos deputados comprados;” “liberação de R$ 1,78 bilhão para atendimento da saúde pública em municípios das bases parlamentares dos deputados comprados, para imporem um bandido pé de chinelo, “por votos comprados,” como produziram o mandato de Dilma e o “impeachment da Dilma,” e como mantém o crime organizado no governo pela modalidade de “bases parlamentares,” “governo participativo,” “coalisões políticas” e “acordos de governabilidade,” no comando do massacre da nação. E continuam as compras de deputados para a votação em plenário da “denúncia, “ na maior operação de “anarquia marginal de governo” instalada por um ladrão obstinado em se manter roubando e comandando o roubo do País; envolvendo defecções de gangues partidárias, negociações criminosas de dívidas de estados e municípios e até de agricultores do Nordeste com governadores e prefeitos; entre os quais se sobressai a negociação envolvendo Rodrigo Maia, Pesão e deputados do PSD na falência do Estado do Rio de Janeiro. Num desempenho marginal sem antecedente na história do País; mostrando que o Brasil não tem mais governo regido pela Constituição, e sim, uma distribuição anárquica dos cofres púbicos entre as quadrilhas, gangsteres e corporações terroristas de bandidos que, quando entendem que a partilha não está nos termos da marginalidade acordada, encenam uma briga entre si para geraram uma nova modalidade de roubo.               

               Face a isso, que já consolida o Brasil perante o mundo, como terra a ser inventariada assim que  encarniçada guerra convulsional terrorista extrapole da organização que a contém, o POVO NA CONSTITUIÇÃO QUE PROMULGOU, TOMOU AS RÉDEAS DO PAIS E, COMO PRIMEIRO ATO DE SALVAÇÃO NACIONAL TEM A TAREFA DE PRENDER MICHEL MIGUEL ELIAS TEMER LÚLIA, que está em flagrante delito de usurpação de cargo público por esbulho da Instituição da Presidência da República, que configura atentado terroristas contra a Constituição e transfere a punibilidade da esfera judiciária, para o Foro de Soberania, como, aliás, o Min. Gilmar Mendes já qualificou no arquivamento da “ação de cassação de mandato” que o TSE arquivou por não haver mandato para ser cassado.

Baixar anexos:

Última modificação emQuarta, 04 Julho 2018 14:20
(0 votos)
Ler 508 vezes

Deixe um comentário

Certifique-se de preencher os campos indicados com (*). Não é permitido código HTML.

Log in