COMANDO DA INTERVENÇÃO

Destaque

Na representação constitucional do povo no comando supremo e autoridade suprema das Forças Armadas!

Gen. de Ex. Antônio Hamilton Martins Mourão - Célio Evangelista Ferreira do Nascimento –Mércia Maria Radicchi - Forças Armadas - Polícia Federal - Polícias Militares - Polícias Civis - Agentes Penitenciários - Ministério Público Federal – Ordem dos Advogados do Brasil – Justiça Federal– Associação Comercial e Industrial de Cascavel - ACIC - TV Tarobá.

 

O POVO BRASILEIRO EM INTERVENÇÃO CONSTITUINTE NO PROCESSO HISTÓRICO EM FORO DE SOBERANIA
NO COMANDO SUPREMO E AUTORIDADE SUPREMA DAS FORÇAS ARMADAS
DO DISTRITO FEDERAL COM O ESTADO DO PARANÁ, POR SUA
SEDE EM BRASILIA E ARRAIAL EM CURITIBA, SAIU A INTERVENÇÃO.


LAVANDO À JATO A REPÚBLICA.


Em sua fase de implantação do PROJETO AMAZÔNIA - Soberania, Poder e Riqueza pelo caminho da roça está composto pelo Gen. de Ex. Antônio Hamilton Martins Mourão. Célio Evangelista Ferreira do Nascimento. Mércia Maria Radicchi. Lideranças da Nação. Entidades da Iniciativa Privada. A sua composição institucional agrega: Forças Armadas. Polícia Federal. Polícias Militares. Polícias Civis. Agentes Penitenciários. Ordem dos Advogados do Brasil. Ministério Público Federal. Justiça Federal. Justiça Militar. Está sediado na cidade de Brasília-DF., com sua sede operacional no Quartel General do Exército – SMU e endereços de expedientes: No Estado do Paraná, Rua Voluntários Da Pátria, nº 475, Cj. 307, CEP 80.020-826 – Curitiba-PR. (Dr. Marco Aurélio Herman). Distrito Federal está em local provisório; e nos demais Estados está em fase de instalação. A coisa foi feita desse jeito pela estratégica de auto extermínio da bandidagem terrorista no poder pelo fantasma da reação sem corpo e sem forma.

A INTERVENÇÃO DO POVO NO PROCESSO HISTÓRICO é o instrumento que substitui a revolução, o golpe de estado e a deposição de governo, pelo processo constitucional no Foro de Soberania, o qual foi instaurado com as CPIs dos Correios e do Mensalão que geraram a AP 470, sobre a qual, o POVO instaurou a reação de cidadania perante a Corte Constituinte, e sobre ela promoveu o PERSECUTÓRIO INSTITUCIONAL DE ESTADO dividido em blocos a partir da “Operação Lava Jato.” Por onde transformou em caso de polícia o armagedom terrorista que a bandidagem comunista fundamentalista havia construído no Brasil. Dando o desfecho racional e patriótico que o “Ideário da Revolução de 64” exigia quando chegasse esse momento da varredura do estrume político que apareceu no Brasil em 1.919, para as latrinas da história. Para cujo momento, a respectiva bandidagem terrorista foi reabsorvida na baderna política oligárquica, pela qual a “república do café” havia dominado o Brasil desde 15 de novembro de 1.889 até 1964, quando as Forças Armadas instalaram o Brasil no canteiro de obras de construção da Pátria, que está sendo rempreendido agora.

Por conseguinte, não se trata de evento da dinâmica política que a desmontagem da União Soviética acabou, mas sim, da implantação do Brasil na última etapa do “Ideário da Revolução de 64,” que vem com o PROJETO AMAZÔNIA – Soberania, Poder e Riqueza pelo caminho da roça, trazendo a ECONOMIA TRABALHISTA EDUCATIVA, pelo COOPERATIVISMO DE ESTADO composto de iniciativa privada e governo, campo e cidade, transformando o trinômio patrimonial genético: HOMEM-TERRA-NATUREZA em PROGRESSO para QUALIDADE DE VIDA, e mudando o conceito de riqueza para CONSCIÊNCIA DE ESPÉCIE HUMANA, e a destinação do lucro para a eliminação da miséria e da ignorância em todas as suas formas. Para isso, o POVO tem um patrimônio levantado e conhecido de US$ 246 trilhões, e dispõe de US$ 4,7 trilhões em caixa para iniciar o empreendimento dele. No qual os campos econômicos que serão imediatamente instalados são: 1) a reconstrução e ampliação viária do País; 2) a reconstrução e ampliação da plataforma energética; 3) a recriação do sistema de produção, armazenamento, transporte e comércio; 4) a reorganização urbana, agrária e habitacional do País; 5) a desvirada e construção do Edifício Social orientado pela vertical do desenvolvimento evolutivo que tem no Homem a sua base e em Deus o seu objetivo; 6) o reordenamento do sistema financeiro nacional e a desconcentração dos bolsões de riquezas avarentas; 7) a unificação da nação pelo trabalho, educação e ciência.

Para isto, o POVO tem de: 1) reintegrar a Instituição da Presidência da República à União; 2) Prender o meliante que a esbulha; 3) empossar no cargo de Presidente do Brasil o cidadão(ã) que for indicado pelo COMANDO DA INTERVENÇÃO para a missão. O COMANDO DA INTERVENÇÃO só se dissolverá quando ela tiver consolidado seus objetivos.

As três primeiras providências emergentes serão: 1) eliminação da monstruosa dívida pública e adequação contábil da dívida privada; 2) instalação do fundo de socorro da força de trabalho desempregada; 3) apuração da responsabilidade penal e civil pelo roubo do País, massacre da Nação e destruição da Pátria, por Corte Marcial que será instalada pelo POVO em sede de PROCESSO HISTÓRICO no FORO DE SOBERANIA, na conformidade do sistema legal internacional que vincula o Brasil.

Quartel General do Exército, SMU, Brasília/DF. – Célio Evangelista.

Última modificação emSegunda, 18 Setembro 2017 11:55
(0 votos)
Ler 1744 vezes

3 comentários

  • Marival.Mattos@gmail.com
    Marival.Mattos@gmail.com Sábado, 09 Dezembro 2017 13:56 Link do comentário

    Parabéns ao Excelentíssimo Jurista Célio Evangelista e ao Comando Central de Intervenção Cívico-Militar em Foro de Soberania.

    Sou Diplomado pela Associação dos Diplomados da Escola Superior de Guerra em Salvador - ADESG-BA, residente em Salvador, Economista, Mestre em Economia pela UFBA, ex-secretário-Geral da PGE em Aracaju, Doutor em Ciência da Educação pela Universidade Lusófona de Humanidades e Tecnologias (Portugal/Lisboa), Ex-empregado aposentado pela PETROBRAS, Professor Acadêmico, especialista em Petróleo e em Inteligência Competitiva, Engenharia Econômica, e, portanto, através deste instrumento, venho me somar ao processo histórico de intervenção para retomada da soberania de nossa Nação brasileira - e, para tão nobre mister, gostaria de saber onde me apresentar em Salvador para minha integração ao processo de libertação do Brasil.

    Marival Matos dos Santos
    E-mail - Marival.Mattos@gmail

  • Sebastião Francisco de Souza
    Sebastião Francisco de Souza Segunda, 04 Dezembro 2017 18:16 Link do comentário

    Deus abençoe essa missão de resgatar a nossa pátria Brasileira.

  • Sebastião Francisco de Souza
    Sebastião Francisco de Souza Segunda, 04 Dezembro 2017 17:55 Link do comentário

    Deus abençoe, esta missão de resgatar nossa pátria Brasileira das mãos de criminosos.

Deixe um comentário

Certifique-se de preencher os campos indicados com (*). Não é permitido código HTML.

Log in